Meteorologia

  • 26 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 14º

Aprovado concurso para infraestruturas de parque empresarial em Leiria

A primeira fase das infraestruturas para o Parque Empresarial de Monte Redondo, no concelho de Leiria, está orçada em cerca de cinco milhões de euros, segundo o concurso público hoje aprovado, por unanimidade, em reunião de Câmara.

Aprovado concurso para infraestruturas de parque empresarial em Leiria
Notícias ao Minuto

18:06 - 28/11/23 por Lusa

País Monte Redondo

"Esta obra tem a ver com instalação e preparação do terreno com as infraestruturas necessárias, para que depois possamos colocar no mercado os diferentes lotes", afirmou à agência Lusa a vereadora com o pelouro da economia, Catarina Louro.

Nestes trabalhos, estão incluídas as comunicações, saneamento, as vias de circulação ou a delimitação dos lotes, numa área de 28 hectares para a criação de 22 lotes.

"O Parque Empresarial de Monte Redondo são 59 hectares [44 lotes] e decidimos dividir a empreitada em duas fases, para também tornar o processo mais célere", explicou, referindo que a infraestruturação de todo o espaço "chegará aos oito milhões de euros".

Catarina Louro está confiante de que, "pelo menos até ao final do primeiro trimestre [de 2024]", se consiga adjudicar o procedimento e entrar em obra.

"A nossa expectativa é a de que, efetivamente, a empreitada comece até ao fim do primeiro trimestre de 2024 e que, também nessa mesma altura, consigamos lançar as primeiras hastas públicas com os contratos de promessa de compra para o mercado privado, para conseguirmos recolher aqui já e formalmente os interesses das empresas que se querem instalar no parque", argumentou.

Considerando "muito importante tornar este processo mais célere" e conseguir-se, "quanto antes, iniciar a obra", a vereadora reconheceu existir uma série de empresas que espera por este espaço.

Por isso, paralelamente, decorrem outros procedimentos, como a preparação do regulamento de gestão e funcionamento do parque ou a questão da desmatação do espaço e da preparação do terreno.

A primeira fase da infraestruturação tem um prazo de execução de um ano, sendo que "a segunda fase dependerá então das hastas públicas e dos lotes vendidos".

"Se tivermos uma grande adesão nesta primeira fase, rapidamente abrimos a segunda, porque também já temos o projeto de execução preparado e, portanto, acaba por ser muito mais rápido o lançamento da segunda fase", adiantou.

O Parque Empresarial de Monte Redondo "vai ser um espaço âncora para atrair novas empresas e para permitir que outras empresas, que, neste momento, se sentem enclausuradas no espaço onde estão, possam crescer devidamente", acrescentou.

"Sabemos que este processo teve muitos constrangimentos, muitos obstáculos que foram sendo ultrapassados. Finalmente nos últimos dois anos conseguimos dar o avanço que era tão desejado".

De acordo com a autarca, este investimento, incluindo as expropriações, que ultrapassam o valor de cinco milhões de euros, é integralmente suportado pelo município.

"É importante também dizer é que a Câmara não tem qualquer intenção em lucrar com a venda dos lotes. Queremos fazer face às despesas inerentes à preparação do Parque Empresarial de Monte Redondo", declarou Catarina Louro.

Leia Também: Leiria com orçamento de 112,5 milhões de euros em 2024

Recomendados para si

;
Campo obrigatório