Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Fed admite todas as possibilidades sobre taxas até final do ano

O presidente da Reserva Federal (Fed) não esclareceu hoje se vão existir mais subidas da taxa de juro até ao final do ano, mantendo a posição de esperar para ver mais informação e analisá-la em cada reunião.

Fed admite todas as possibilidades sobre taxas até final do ano
Notícias ao Minuto

20:19 - 20/09/23 por Lusa

Economia Fed

Jerome Powell, em conferência de imprensa posterior à reunião da comissão de política monetária da Fed (FOMC, na sigla em Inglês), disse: "Mantivemos a taxa e esperamos mais dados. Queremos ver, de facto, evidências convincentes de que alcançámos o nível apropriado" de subidas.

Depois de 11 subidas consecutivas da taxa de juro de referência desde março de 2022, a Fed anunciou hoje uma pausa nestas subidas. Esta pausa, de resto, é a segunda que se verifica nas últimas três reuniões do banco central dos EUA.

"Vimos avanços e agradecemo-los. Mas, já sabem, necessitamos de ver mais avanços antes de estarmos dispostos a acabar com as subidas", disse Powell.

"Ainda vai ser preciso tempo para baixar a inflação de forma duradoira para 2,0%", preveniu.

A reunião da FOMC concluiu com a manutenção da taxa de juro de referência no intervalo entre 5,25% e 5,50%.

O índice de preços no consumidor, expresso em termos homólogos, caiu de um máximo de 9,1% em junho de 2022 para 3,7%. Mas este valor ainda está bem acima do objetivo da Fed (2,0%).

As subidas da taxa de juro pela Fed elevaram de forma significativa os custos dos empréstimos para consumidores e empresários.

A gestão da taxa de juro pela Fed procura fazer com que a economia dos EUA arrefeça para uma designada 'aterragem suave', o que significa combater o crescimento dos preços sem provocar uma recensão.

A decisão da FOMC de hoje realça a ideia de que mesmo que os responsáveis monetários considerem que atingiram um máximo na taxa de juro de referência, contudo vão mantê-la ou nas proximidades desse máximo durante um período prolongado.

Além de admitirem a necessidade de uma subida suplementar até ao final do ano, os dirigentes da Fed admitem agora manter a taxa elevada durante 2024.

A expectativa agora é a de se verificar duas descidas da taxa em 2024, em vez das quatro que se previam em junho.

A previsão é a de que a taxa de juro de referência da Fed encerre 2024 nos 5,1%, um nível mais elevado do que esteve desde a recessão de 2008-2009 até maio deste ano.

[Notícia atualizada às 21h59]

Leia Também: Fed prevê desaceleração dos salários devido aos elevados custos laborais

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório