Meteorologia

  • 15 ABRIL 2024
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 24º

Fed prevê desaceleração dos salários devido aos elevados custos laborais

A economia dos EUA registará durante o segundo semestre uma desaceleração dos salários devido aos elevados custos laborais, em grande parte pelo aumento das taxas para combater a inflação, segundo uma análise divulgada hoje pela Reserva Federal (Fed).

Fed prevê desaceleração dos salários devido aos elevados custos laborais
Notícias ao Minuto

23:27 - 06/09/23 por Lusa

Economia EUA

"O crescimento dos salários irá abrandar amplamente a curto prazo", destacou o banco central norte-americano no seu 'Beige Book' [Livro Bege], documento no qual recolhe informação recente sobre a economia do país.

"O aumento das pressões sobre os custos laborais foi elevado na maioria dos distritos e muitas vezes superou as expectativas durante o primeiro semestre do ano", destacou o regulador, que prepara esta análise com informação fornecida pelas diversas reservas federais regionais.

Neste caso, são analisados os dados recolhidos nos últimos dois meses, em que o crescimento do emprego "foi moderado" em todo o país, frisou a Fed, apontando um abrandamento nas contratações.

De acordo com dados oficiais do BLS (agência de estatísticas dos Estados Unidos), a criação de empregos desacelerou nos últimos meses.

Em agosto foram criados 187 mil postos de trabalho, valor inferior à média dos últimos doze meses, de 271 mil.

Além disso, a taxa de desemprego subiu três décimas em agosto e fixou-se em 3,8%, um valor ainda muito baixo, embora a subida reflita os onze aumentos consecutivos das taxas de juro levados a cabo pela Fed desde março de 2022.

Embora as contratações tenham desacelerado, a maioria dos distritos indicou que os desequilíbrios no mercado de trabalho persistiam, uma vez que a disponibilidade de trabalhadores qualificados e o número de candidatos permaneciam limitados, destacou a Fed no Livro Bege.

A Reserva Federal também faz uma análise dos preços e estimou que na maioria dos distritos o crescimento dos preços abrandou em geral, especialmente nos setores da indústria transformadora e dos bens de consumo.

Na maioria das regiões, o crescimento económico foi modesto durante julho e agosto e, embora as despesas dos consumidores no turismo tenham sido superiores ao esperado, outras despesas no retalho continuaram a abrandar, especialmente em itens não essenciais.

Isto sugere que "os consumidores podem ter esgotado as suas poupanças e estão mais dependentes de empréstimos para sustentar as despesas".

A Reserva Federal realizará a sua próxima reunião nos dias 19 e 20 de setembro, na qual decidirá se continuará a aumentar as taxas de juro ou se fará uma pausa.

Este designado Livro Bege é uma publicação do Sistema da Reserva Federal sobre as condições económicas nos seus 12 distritos.

Os distritos da Fed são Boston, Nova Iorque, Filadélfia, Cleveland, Richmond, Atlanta, Chicago, St. Louis, Minneapolis, Kansas City, Dallas e San Francisco.

O seu propósito é o de caracterizar a mudança ocorrida desde a publicação do anterior 'Beige Book'.

Uma vez que esta informação é obtida a partir de um leque alargado de contactos, realizados através de uma variedade de métodos formais e informais, a publicação pode complementar outras formas de obtenção de informação regional, como se lê na sua apresentação.

Leia Também: Wall Street termina em baixa com receio de nova subida das taxas de juro

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório