Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 28º

Voos entre Açores e América do Norte com "bastante procura"

 O presidente da SATA afirmou hoje que o aluguer do avião Airbus A330 para a ligação dos Açores à América do Norte durante o verão é a "solução mais rentável", revelando que os voos estão com "bastante procura".

Voos entre Açores e América do Norte com "bastante procura"
Notícias ao Minuto

16:33 - 07/02/23 por Lusa

Economia Sata

Em declarações à agência Lusa, Luís Rodrigues adiantou que a companhia vai alugar (em serviço de 'leasing') um Airbus A330 à companhia aérea espanhola Plus Ultra Líneas Aérea, que vai servir "fundamentalmente" para ligar Oakland, na Califórnia, ao arquipélago açoriano.

"O fundamental vai ser ligar Oakland. Dependendo da procura que estiver a ocorrer e, neste momento, está a decorrer muita procura que é algo que nos está a deixar muito satisfeitos, pode vir a complementar Boston, principalmente com Ponta Delgada e Terceira", afirmou.

Lembrando que a SATA nos últimos anos tem "fretado uma aeronave durante dois meses" no verão para garantir as ligações com a América do Norte, o presidente do grupo SATA disse "não ter dúvidas" de que o aluguer é a "solução mais rentável" para a companhia açoriana.

"Trata-se da operação que liga todos os verões Oakland à Terceira. Nós na frota não temos avião para fazer isso. É uma rota longa demais. Podíamos fazê-lo ocupando parte da frota, mas obrigava a uma paragem técnica em Toronto. Gastava-se muito mais dinheiro", justificou.

Não detalhando os valores envolvidos na operação, o presidente da SATA garantiu que o 'leasing' "vai custar menos do que a receita que vai gerar", tratando-se de uma "opção normal e tranquila".

"É uma operação que está bem estudada. Consideramos três opções. A mais económica e eficiente era esta. Fizemos todas as contas que tínhamos de fazer, com todos os pressupostos. Já começamos a receber fotografias da loja em Oakland cheia de gente a querer comprar bilhetes para o verão", reforçou.

Sobre os preços dos voos entre Boston e os Açores para o verão, criticados pela comunidade portuguesa nos Estados Unidos, o líder da transportadora aérea considerou que estão ser utilizadas "comparações pontuais", em detrimento de comparações com os preços praticados na "generalidade da estação".

"A SATA não é monopolista em coisíssima nenhuma. As pessoas podem vir por outras rotas e, se forem fazer o exercício que têm de fazer, vão ver que são bem mais caras do que a rota da SATA. Naquele período, a SATA é opção mais barata", salientou.

Na segunda-feira, as comunidades portuguesas da América do Norte criticaram o "drástico aumento" dos preços das passagens aéreas praticados pela companhia açoriana SATA, denunciando tratar-se de uma "medida abusiva" e de um "abuso oportunista do monopólio do serviço público".

Hoje, Luís Rodrigues alertou que a SATA "não pode privilegiar uns em relação a outros", nem criar "tarifas privilegiadas" para não residentes, porque as "regras de mercado não permitem".

"Temos um ritmo de reservas muito acima daquilo que foi 2022, com uma compra antecipada muito maior. O mundo parece estar a voltar ao normal, o que é uma coisa boa. A procura está a aumentar", disse, destacando que também "os preços estão todos a aumentar".

"Não fomos nós que dissemos isso. Foram os senhores da Ryanair, por exemplo, e de todas as companhias de aviação do mundo. Os custos dispararam. Não há magia", reforçou.

Numa nota a que a Lusa teve acesso, o Conselho Regional da América do Norte do Conselho das Comunidades Portuguesas (CRAN/CCP) destacou os preços dos bilhetes de avião entre Boston e os Açores, que no pico do verão tiveram um "aumento em 200%".

Leia Também: SATA. Comunidades Portuguesas norte-americanas repudiam preços "abusivos"

Recomendados para si

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório