Meteorologia

  • 01 OUTUBRO 2022
Tempo
14º
MIN 12º MÁX 27º

Inflação na OCDE acelera para 9,6% em maio, um máximo em 34 anos

A inflação nos países da OCDE continuou a subir em maio, ao avançar para 9,6% face ao mesmo mês de 2021, o valor mais alto desde agosto de 1988, anunciou hoje a organização.

Inflação na OCDE acelera para 9,6% em maio, um máximo em 34 anos
Notícias ao Minuto

11:53 - 05/07/22 por Lusa

Economia OCDE

Num comunicado hoje divulgado, a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) precisa que a inflação homóloga em maio foi superior em quatro décimas de ponto percentual face à registada em abril (9,2%) e que esta subida se deveu principalmente ao aumento dos preços da energia e dos alimentos.

Os preços da energia subiram 35,4% em maio face ao mesmo mês de 2021 no conjunto dos membros da OCDE, enquanto os preços dos alimentos subiram 12,6%.

Excluindo tanto os preços da energia como os dos alimentos, a inflação homóloga na OCDE foi de 6,4% em maio.

A inflação na zona euro foi de 8,1% em maio e nos países do G7 atingiu 7,5%.

Entre os países do G7, a taxa de inflação nos EUA foi de 8,6% e aumentos menores foram verificados no Reino Unido (7,9%), Alemanha (7,9%), Canadá (7,7%), Itália (6,8%%), França (5,2%) e Japão (2,5%).

Dez países da OCDE registaram uma inflação homóloga de dois dígitos em maio, liderados pela Turquia (73,5%).

Leia Também: Vai de férias? Siga estas dicas para evitar o desperdício

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório