Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2021
Tempo
26º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Israel lança primeiro voo comercial direto com Marrocos

A companhia aera israelita Israir deu hoje início ao primeiro voo comercial direto entre Israel e Marrocos, sete meses após a normalização das relações entre os dois países.

Israel lança primeiro voo comercial direto com Marrocos
Notícias ao Minuto

10:49 - 25/07/21 por Lusa

Economia Aviação

O avião, com cerca de uma centena de passageiros a bordo, na quase totalidade turistas, descolou de manhã de Telavive para Marrakesh, a capital turística de Marrocos, indicou à agência noticiosa France-Presse (AFP) a porta-voz da Israir, Tali Leibovitz, que acrescentou estarem previstos dois a três voos por semana entre as duas cidades.

Em dezembro de 2020, Marrocos foi o quarto país árabe a normalizar as relações com Israel, depois dos Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Sudão, sob o impulso da então administração norte-americana, liderada pelo ex-Presidente Donald Trump.

O primeiro voo direto, apenas com autoridades israelitas a bordo, aconteceu nesse mesmo mês e ligou Telavive a Rabat.

Com a normalização das relações bilaterais, foram assinados vários acordos de cooperação, em particular sobre a isenção de visto para diplomatas, bem como a concretização das ligações aéreas diretas. 

Como parte do acordo, os Estados Unidos concordaram em reconhecer a reivindicação de Marrocos sobre a disputada região do Saara Ocidental, antiga colónia espanhola ocupada por Rabat em 1975.

No entanto, a nova administração norte-americana, empossada em 20 de janeiro deste ano e liderada pelo democrata Joe Biden, já anunciou que irá rever a decisão.

A anexação do Saara Ocidental por Marrocos não é reconhecida pelas Nações Unidas. 

Muitos judeus israelitas têm uma ascendência que remonta a Marrocos, que ainda é o lar de uma comunidade judaica de vários milhares de pessoas.

Na semana passada, o ministro dos Negócios estrangeiros israelita, Yaïr Lapid, anunciou que visitaria Marrocos depois da abertura dos voos comerciais diretos, sem, no entanto, adiantar uma data específica.

O anúncio de Lapid pouco depois de um consórcio de órgãos de comunicação social internacional ter divulgado uma investigação em que os serviços de inteligência marroquinos são acusados de ter usado 'software' israelita para espiar políticos, entre presidentes e primeiros-ministros, outros políticos, jornalistas, advogados e ativistas dos direitos humanos e cívicos, entre outros.

O Governo marroquino negou que tenha utilizado o "spyware" israelita Pegasus para espiar jornalistas ou personalidades nacionais ou estrangeiras.

Leia Também: Avião militar norte-americano violou espaço aéreo venezuelano

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório