Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Previsão do Governo para 2020 é "consistente" com PIB do 3.º trimestre

A economia portuguesa caiu 5,8% no terceiro trimestre face ao ano anterior. Porém, face ao trimestre anterior o PIB cresceu 13,2%.

Previsão do Governo para 2020 é "consistente" com PIB do 3.º trimestre

As previsões do Governo apontam para uma contração de 8,5% do produto interno bruto (PIB) no conjunto de 2020 e "isso é consistente com os números que tivemos no terceiro trimestre", disse o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira. O INE divulgou, esta sexta-feira, que economia portuguesa caiu 5,8% em comparação homóloga, mas cresceu 13,2% em cadeia. 

"É um crescimento acima da média da zona euro, o que mostra que mais uma vez Portugal continua a convergir com a UE, ou seja, a crescer mais do que a média europeia", disse o ministro da Economia, em declarações transmitidas pela RTP3. Porém, admitiu que as notícias da frente sanitária "não são boas, na Europa" e "isso pode ver a ter algum impacto ao nível da economia no último trimestre do ano"

"Por isso é que temos de ser mais ambiciosos nos apoios que vamos dar, no emprego e às empresas, para permitir ultrapassar, mais uma vez, este percurso", reforçou Pedro Siza Vieira.

Para o ministro, "a coisa mais importante é o controlo do ritmo de contágios", sendo que "o maior contributo que cada um dos cidadãos pode dar para a melhoria da situação económica e do emprego é ser extremamente responsável e cauteloso na forma como se comporta".

"Não vamos perder o foco. É preciso continuarmos a trabalhar muito em todas as frentes, na frente sanitária, na económica e na social", disse o ministro, quando questionado sobre as medidas que o Governo pode adotar de combate à pandemia. Para amanhã, recorde-se, está agendado um Conselho de Ministros extraordinário para decidir novas medidas de combate à pandemia.  

"O OE está pensado para nos ajudar a gerir várias possibilidades de comportamento da economia e da pandemia", acrescentou Siza Vieira. "O que está no OE não esgota a totalidade dos recursos financeiros à disposição do Estado para apoiar a economia e as empresas", acrescentado que é necessário dirigir "estímulos financeiros às empresas". 

O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê uma queda de 10% do PIB português em 2020, e uma recuperação de 6,5% para 2021. O Governo prevê uma queda da economia de 8,5% este ano e uma recuperação de 5,4% em 2021. O Banco de Portugal estima uma quebra de 8% do PIB em 2020 e  Comissão Europeia prevê uma queda de 9,8% da economia portuguesa este ano. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório