Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
16º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

PSI20 em queda com Jerónimo Martins e EDP a pressionarem negociações

A bolsa de Lisboa seguia em queda, recuperando ligeiramente da abertura e contrariando a tendência das principais congéneres europeias, com as ações da Jerónimo Martins e da 'família' EDP a pressionarem as negociações.

PSI20 em queda com Jerónimo Martins e EDP a pressionarem negociações

O principal índice de referência, o PSI20, abriu hoje a perder 1,27% para 4.300,61 pontos, depois de ter encerrado na quinta-feira a cair, pela sexta sessão consecutiva.

Hoje, pelas 09:30, o PSI20 seguia a perder 0,02% para 4.355,33 pontos, com 12 ações em alta, cinco em baixa e uma inalterada (Navigator).

A Jerónimo Martins e a EDP Renováveis eram as ações que mais perdiam, recuando 1,63% e 1,52% para 15,10 euros e 11,70 euros, respetivamente.

As ações da EDP seguiam, por sua vez, em queda de 0,95% para 4,09 euros e as do BCP perdiam 0,09% para 0,11 euros.

As ações da Pharol e da Novabase seguiam em alta de 4,11% e 2,17% para 0,11 euros e 3,29 euros.

A Galp, por seu turno, avançava 0,60% para 10,81 euros.

As principais bolsas europeias seguiam em terreno positivo, à exceção de Londres, depois da queda de Wall Street de quinta-feira e das perdas moderadas das praças asiáticas esta manhã.

As praças europeias seguiam a recuperar das perdas das sessões anteriores, afetadas pelas estimativas negativas sobre a recuperação económica após o levantamento das medidas de confinamento devido à pandemia de covid-19.

Os índices dos EUA afundaram na quinta-feira com os investidores a temer uma segunda vaga de infeções e depois de a Reserva Federal (Fed) publicar uma estimativa sugerindo que a economia dos EUA poderá contrair-se 6,5% este ano e que o desemprego pode atingir os 9,3%.

De acordo com a análise da XTB, o sentimento pessimista pesa também hoje sobre o preço do petróleo, reacendendo preocupações quanto à sua procura global e também pressionado pelo aumento das reservas de petróleo nos EUA.

O preço do barril de petróleo Brent para entrega em agosto acentua as perdas acima dos 3%, depois de ter caído 7,6% na quinta-feira.

Os investidores aguardam hoje pelos dados relativos à produção industrial na zona euro do mês de abril e nos EUA serão divulgadas as estimativas relativas à confiança dos consumidores do mês de junho.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório