Meteorologia

  • 28 JUNHO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

Maxyield recomenda à CMVM e Euronext suspensão das negociações

A Maxyield -- Clube dos pequenos acionistas recomendou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e à Euronext Lisboa a suspensão da negociação de valores mobiliários no mercado regulamentado, perante o impacto da pandemia Covid-19.

Maxyield recomenda à CMVM e Euronext suspensão das negociações
Notícias ao Minuto

18:03 - 18/03/20 por Lusa

Economia Ações

"A Maxyield recomenda à CMVM e Euronext Lisboa a suspensão da negociação de valores mobiliários em mercado regulamentado, por estarem reunidas circunstâncias suscetíveis de, com razoável grau de probabilidade, perturbar o desenvolvimento da negociação bolsista", indicou, em comunicado.

De acordo com a mesma fonte, a suspensão deverá ser feita "pelo prazo mais curto possível e necessário" às condições de racionalidade da negociação bolsista.

Atualmente, vivemos na "antecâmara de uma crise económica mundial e de uma economia de guerra", que poderão atingir os limites de uma depressão, impondo uma redução do valor das empresas cotadas ou o desaparecimento das que registarem um forte impacto nos seus negócios, afirmou a Maxyield.

"As lições da grande depressão ocorrida em 1929 e os ensinamentos da grande recessão verificada em 2008, recomendam a adoção de medidas de natureza prudencial a nível dos mercados bolsistas, em contexto semelhante à situação presente", sublinhou.

Atualmente, a Maxyield -- Clube dos pequenos acionistas conta com 25 investidores privados, com ações e empresas cotadas no principal índice da bolsa de Lisboa, o PSI20.

Hoje, a bolsa de Lisboa voltou a encerrar em terreno negativo, após o alívio registado na sessão anterior, com o índice PSI20 a perder 5,03% para 3.641,80 pontos, acompanhando as descidas na Europa.

No resto da Europa, Paris desceu hoje 5,94%, Frankfurt 5,56%, Londres 3,74%, Madrid 3,44% e Milão recuou 1,27%, com os mercados a mostrarem algum ceticismo depois das medidas anunciadas por vários governos para travar os efeitos económicos do coronavírus.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 200 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.200 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 82.500 recuperaram da doença.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 642, mais 194 do que na terça-feira. O número de mortos no país subiu para dois.

Dos casos confirmados, 553 estão a recuperar em casa e 89 estão internados, 20 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

O boletim divulgado pela DGS assinala 5.067 casos suspeitos até quarta-feira, dos quais 351 aguardavam resultado laboratorial.

Das pessoas infetadas em Portugal, três recuperaram.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Receba as melhores dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório