Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou hoje o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona euro.

Banco de França vai testar moeda digital em 2020
Notícias ao Minuto

17:32 - 04/12/19 por Lusa

Economia França

Numa conferência em Paris, François Villeroy de Galhau destacou que a chamada Moeda Digital do Banco Central é um dos grandes desafios do sistema monetário e financeiro internacional.

A partir de agora e até ao fim do primeiro trimestre de 2020 serão lançados vários projetos com a intenção de testar a utilização da moeda em operações inovadoras entre agentes do setor financeiro, indicou, citado pela agência Efe.

Esta iniciativa surge depois de terem sido divulgados projetos privados como o do Facebook, que anunciou em junho o lançamento da sua criptomoeda, a Libra, previsto para 2020.

Em outubro, o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, indicou que a França, a Itália e a Alemanha estão a preparar em conjunto medidas para interditar na Europa a criptomoeda do Facebook.

"A Libra não é bem-vinda em território europeu. Estamos a tomar medidas, com os italianos e os alemães, porque é a nossa soberania que está em jogo", declarou o ministro, numa conferência de imprensa à margem das reuniões do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial, em Washington.

Para o governador do banco central francês, a ideia da nova moeda digital é oferecer uma alternativa estável, para uma procura legítima de pagamentos internacionais mais baratos e mais rápidos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório