Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Portugal é moderado e construtivo sobre Orçamento europeu, diz Costa

O primeiro-ministro afirmou hoje, em Estocolmo, no início do encontro com o seu homólogo sueco, Stefan Löfven, que Portugal tem uma posição "construtiva e moderada" para resolver o impasse negocial sobre o próximo Orçamento da União Europeia.

Portugal é moderado e construtivo sobre Orçamento europeu, diz Costa
Notícias ao Minuto

20:01 - 14/11/19 por Lusa

Economia Suécia

António Costa assumiu esta posição em declarações aos jornalistas, momentos antes de iniciar um jantar de trabalho com o primeiro-ministro sueco, também ele da "família" política socialista e social-democrata europeia, mas que apoia a proposta de Orçamento comunitário (QFP) pós-2020 da presidência finlandesa, a qual o Governo português considera "inaceitável".

O primeiro-ministro português começou por referir que uma larga maioria de Estados-membros se aproxima muito das posições defendidas pelo Parlamento Europeu, que defende um aumento das contribuições para 1,3% do Rendimento Nacional Bruto por parte de cada país.

Depois, segundo António Costa, no lado oposto, "há um conjunto de quatro países com uma posição mais restritiva, sendo que a proposta finlandesa está um pouco acima desta mais restritiva, mas aquém da Comissão Europeia (1,16%)".

Neste quadro de divergência, de acordo com António Costa, "Portugal tem procurado ser um país construtivo e moderado nesse debate, de forma a garantir o essencial".

"É importante termos recursos para financiar as novas políticas que a União Europeia quer assumir, mas sem sacrificar as políticas de coesão e agrícola, em especial o segundo pilar da política agrícola que tem a ver com o desenvolvimento rural. Este é um debate que vai prosseguir", declarou o primeiro-ministro.

Ainda sobre as negociações das perspetivas financeiras da União Europeia pós-2020, António Costa assumiu que Portugal e a Suécia têm posições diferentes".

"Mas, havendo a necessidade de se chegar a acordo entre 28 [Estados-membros], é muito importante que cada um procure compreender o ponto de vista dos outros e ver como podemos aproximar posições", disse, aqui num apelo ao espírito de compromisso dos chefes de Estado e de Governo da União Europeia.

Além das questões relacionadas com a Orçamento europeu, António Costa disse que conversará com o seu homólogo sueco sobre "diversos temas" destacando então os assuntos relacionados com a presidência portuguesa da União Europeia em 2021 e a preparação da futura visita oficial de Stefan Löfven a Portugal.

Já em relação às prioridades já definidas pela futura presidência portuguesa da União Europeia, fonte diplomática disse à agência Lusa que essas prioridades têm o apoio da Suécia.

No primeiro semestre de 2021, Portugal quer colocar na agenda a aprovação de um "Pacto para a Europa Verde" no domínio ambiental, sendo que "o tema fundamental" será o das relações com o continente africano.

Antes de regressar a Lisboa, na sexta-feira ao início da tarde, já na qualidade de secretário-geral do PS, António Costa discursa na Convenção da Aliança Progressista sobre "Uma nova era progressista", num painel em que, para além do chefe de Governo sueco, também será orador o vice-chanceler alemão, o social-democrata Olaf Scholz.

O encontro conta com a participação de vários líderes europeus, como o primeiro-ministro da FinlândiaAntti Rinne, o vice-presidente da Comissão Europeia, Frans Timmermans, o presidente do Partido Socialista Europeu, Sergei Stanishev, e o líder do Grupo Socialistas Democratas (S&D) do Parlamento Europeu, Iratxe Garcia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório