Meteorologia

  • 16 JUNHO 2019
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Agricultores consideram insuficientes 700 milhões atribuídos ao regadio

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal considerou hoje, no parlamento, que os 700 milhões de euros destinados ao regadio, no âmbito do Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030, são insuficientes para fazer face aos problemas do país.

Agricultores consideram insuficientes 700 milhões atribuídos ao regadio
Notícias ao Minuto

16:59 - 23/04/19 por Lusa

Economia PNI

"700 milhões de euros é pouco para fazer face ao problema que o país tem pela frente", vincou o presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Eduardo Oliveira e Sousa, no parlamento, durante a sua intervenção na audição pública sobre o Plano Nacional de Investimentos 2030.

Eduardo Oliveira e Sousa notou que existe "uma forte componente do esforço financeiro" do PNI que é dedicada aos transportes e à facilitação de ligações, enquanto a dinamização do interior, através do regadio, recebe apenas cerca de 3% do montante do programa.

"No litoral as pessoas já lá estão e no interior deixaram de estar. Se queremos dinamizar o interior, temos de criar condições para potencializar as economias nessas regiões [...]. Não é a paisagem que vai atrair os jovens para o interior. Se não houver economia, as pessoas não pensam sequer em ir para o interior", afirmou o presidente da CAP.

Para o líder da confederação, isto é possível através do empreendedorismo, tecnologia, inovação e internacionalização que se verificam nas explorações agrícolas.

"Há explorações agrícolas de muito pequena dimensão, associadas a agriculturas forçadas, a que habitualmente se chamam estufas", que constituem uma forma de desenvolver o interior, mas que carecem de água, exemplificou.

"Dos 29 mil milhões de euros de projeção de investimentos, apenas 3%, cerca de 700 milhões de euros, são dedicados a este problema que de norte a sul do país pode mudar o paradigma do interior. Parece-nos realmente pouco", reiterou.

Este valor é independente do montante já previsto para o Programa Nacional de Regadios (PNRegadios), apresentado pelo Governo em março de 2018, que tem como objetivos aumentar, reabilitar e modernizar os regadios existentes e criar novas áreas.

O Programa Nacional de Investimentos 2030, que se insere no Portugal 2030, define os investimentos infraestruturais estratégicos prioritários, nos setores da mobilidade e transportes, ambiente e energia.

De acordo com a informação disponível na página do Portugal 2030 na internet, o PNI abrange as infraestruturas localizadas em Portugal Continental e estrutura-se por projetos ou programas com investimentos superiores a 75 milhões de euros.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório