Meteorologia

  • 15 OUTUBRO 2019
Tempo
20º
MIN 12º MÁX 20º

Edição

Brexit: Acionistas britânicos da Ryanair com direitos restringidos

A companhia aérea irlandesa Ryanair informou hoje que vai restringir os direitos dos acionistas britânicos e impedir que comprem títulos, se o Reino Unido abandonar a União Europeia sem acordo bilateral.

Brexit: Acionistas britânicos da Ryanair com direitos restringidos
Notícias ao Minuto

14:23 - 11/03/19 por Lusa

Economia Empresas

Num comunicado enviado à Bolsa de Londres, a Ryanair explica que a medida faz parte dos planos de contingência para fazer frente a um "'Brexit' sem acordo", destinados a cumprir os requisitos "de propriedade e controlo" da companhia aérea estabelecidos pela "regulamentação UE 1008/2008".

Num cenário de saída sem acordo bilateral, todas as ações de pessoas não comunitárias, incluindo as britânicas, serão consideradas "restringidas", o que as impedirá de "assistir, falar ou votar" em "qualquer assembleia geral" da empresa, sublinha o comunicado.

Mesmo assim, "para evitar dúvidas", os cidadãos britânicos também não poderão comprar "ações ordinárias" a partir do "dia do 'Brexit' sem acordo", uma data que poderá ser 29 de março.

A normativa comunitária estabelece que mais de 50% das ações da empresa devem estar em mãos de titulares da União Europeia (UE), como condição para poder operar em todo o continente sob a política de "céus abertos".

A empresa irlandesa, que lidera o mercado 'low cost' na Europa, sublinhou hoje que estas medidas foram aprovadas pela administração e que entrarão em vigor no dia da saída do Reino Unido da UE.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório