Meteorologia

  • 25 JULHO 2024
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 27º

Militares da GNR investigados por agressões a três menores em Palmela 

Os quatro militares foram presentes a tribunal e ficaram sujeitos à medida de coação de proibição de contactos.

Militares da GNR investigados por agressões a três menores em Palmela 
Notícias ao Minuto

14:38 - 08/05/24 por Notícias ao Minuto

País Palmela

O Ministério Público (MP) revelou, esta quarta-feira, que está a investigar quatro militares da Guarda Nacional Republicana (GNR) por alegadas agressões a três menores em Palmela, no concelho de Setúbal.

Em comunicado, a Procuradoria da República da Comarca de Setúbal revelou que o MP "instaurou um inquérito na sequência dos incidentes registados em Palmela, Setúbal, na madrugada de 11 de abril, e que envolveram quatro militares da GNR e três menores", com o objetivo de investigar a "atuação policial dos elementos daquela força de segurança".

A 20 de abril, os quatro arguidos, todos militares da GNR de Palmela, foram interrogados pelo MP, tendo-lhes sido imputado três crimes de sequestro agravado, três crimes de ofensa à integridade física qualificada, um crime de abuso de poder, um crime de falsificação de documento, um crime de denúncia caluniosa e três crimes de ameaça agravada. 

Os militares foram constituídos arguidos e o MP pediu que ficassem sujeitos à medida de coação de proibição de contactos entre os arguidos e as vítimas e à imediata do exercício da profissão. 

No entanto, o juiz de instrução criminal, "após confirmar a indiciação dos factos e a qualificação jurídica propostas", decidiu aplicar a medida de coação de proibição de contactos, mas considerou que a suspensão do exercício da profissão era "desproporcional". 

No comunicado, o Ministério Público anunciou que vai recorrer da decisão e que o inquérito se encontra sujeito a segredo de justiça.

Leia Também: Jovem gravemente ferido em despiste seguido de capotamento na A27

Recomendados para si

;
Campo obrigatório