Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2018
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 14º

Edição

Taxas Euribor a três, seis, nove e 12 meses em máximos de 16 meses

As taxas Euribor mantiveram-se a três meses e subiram a seis, nove e 12 meses, tendo ficado todas em níveis máximos dos últimos 16 meses.

Taxas Euribor a três, seis, nove e 12 meses em máximos de 16 meses
Notícias ao Minuto

11:07 - 23/10/18 por Lusa

Economia Mercados

A Euribor a três meses, em valores negativos desde 21 de abril de 2015, manteve-se hoje em -0,317%, um máximo desde outubro de 2016 e contra o atual mínimo de sempre, de -0,332%, registado pela primeira vez em 10 de abril de 2017.

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação e que entrou em terreno negativo pela primeira vez em 06 de novembro de 2015, subiu hoje para -0,259%, um máximo desde junho de 2017, mais 0,002 pontos do que na segunda-feira e contra o atual mínimo de sempre, de -0,279%, registado pela primeira vez em 31 de janeiro de 2018.

A nove meses, a Euribor também subiu hoje para máximos desde junho de 2017, ao ser fixada em -0,199%, mais 0,001 pontos e contra o atual mínimo de sempre de -0,224%, registado pela primeira vez em 27 de outubro de 2017.

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor, que desceu para valores abaixo de zero pela primeira vez em 05 de fevereiro de 2015, subiu hoje, tendo sido fixada em -0,149%, um máximo desde junho de 2017, mais 0,002 pontos e contra o atual mínimo de sempre, de -0,194%, atingido pela primeira vez em 18 de dezembro de 2017.

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório