Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2018
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 12º

Edição

Compras de Portugal a Angola subiram 331,2% de janeiro a julho

As compras de bens de Portugal a Angola subiram 331,2%, passando de 114,5 milhões de euros, de janeiro a julho de 2017, para mais de 494 milhões de euros, no mesmo período deste ano.

Compras de Portugal a Angola subiram 331,2% de janeiro a julho
Notícias ao Minuto

15:54 - 10/09/18 por Lusa

Economia INE

De acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), compilados pela Lusa, a subida das compras portuguesas de produtos angolanos só é ultrapassada, no espaço lusófono, pela subida referente às vendas da Guiné-Bissau a Portugal, mas o volume é bastante inferior.

Nos primeiros sete meses do ano passado, as vendas de produtos guineenses subiram 373,2%, passando de 52,8 milhões de euros para quase 250 milhões de euros, nos primeiros sete meses deste ano.

A forte subida de Angola e também da Guiné-Bissau, embora em menor volume, contribuíram para o aumento acima de 270% no total das compras de Portugal aos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), que chegou quase a 520 milhões de euros nos primeiros sete meses deste ano.

As exportações de Portugal para Angola, por seu turno, tiveram uma ligeira quebra, mantendo-se perto de 875 milhões de euros, o que manteve a balança comercial largamente favorável a Portugal.

No total, as importações de produtos lusófonos subiram 271,8%, tendo passado de 139,7 milhões, de janeiro a julho de 2017, para 519,6 milhões de euros nos primeiros sete meses deste ano.

Em sentido inverso, as vendas de Portugal aos PALOP diminuíram 13,4%, tendo descido de 1,39 mil milhões para 1,2 mil milhões, de janeiro a julho deste ano.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório