Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2018
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 20º

Edição

Costa recusa que turismo transforme cidades em "parques de diversão"

O primeiro-ministro afirmou hoje que "o crescimento do turismo não pode transformar as cidades num parque de diversão para adultos", destacando dois programas de reabilitação que totalizam 2.400 milhões de euros para fomentar o arrendamento "acessível".

Costa recusa que turismo transforme cidades em "parques de diversão"
Notícias ao Minuto

21:30 - 23/06/18 por Lusa

Economia Habitação

António Costa falava em Vila Nova de Gaia no discurso de inauguração de uma nova praça, lembrando que a Assembleia da República está a preparar "incentivos fiscais" para os privados praticarem "rendas mais acessíveis e contratos duradouros".

A este propósito, António Costa lembrou dois programas de reabilitação urbana que têm o mesmo fim, a "linha com o Banco Europeu Investimento, de mil milhões de euros, e o novo instrumento financeiro de 1.400 milhões, dirigido exclusivamente a património devoluto ou público dos municípios ou do Estado".

"O que é essencial não é restringir o turismo, é aumentar a oferta de habitação para quem não é turista, caso contrário os turistas deixam de vir. Eles vêm enquanto as cidades têm vida. Isso só acontece enquanto têm autenticidade, que é dada por quem lá vive, não por quem vem de fora", justificou, em declarações aos jornalistas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Receba as melhoras dicas de gestão de dinheiro, poupança e investimentos!

Tudo sobre os grandes negócios, finanças e economia.

Obrigado por ter ativado as notificações de Economia ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório