Meteorologia

  • 20 JULHO 2018
Tempo
25º
MIN 22º MÁX 27º

Edição

Espanhóis revelam quanto CR7 recebeu e quanto pagou de impostos

Internacional português beneficiou da Lei Beckham para pagar pouco mais de 4% de impostos relativos aos benefícios obtidos a partir da exploração dos direitos de imagem entre 2011 e 2014.

Espanhóis revelam quanto CR7 recebeu e quanto pagou de impostos
Notícias ao Minuto

07:08 - 11/01/18 por Carlos Pereira Fernandes

Desporto Fraude fiscal

O caso em que Cristiano Ronaldo é acusado de fraude fiscal continua a fazer correr tinta em Espanha e, esta quinta-feira, o jornal El Confidencial dá conta dos números que levaram a que a Justiça espanhola decidisse tomar ação.

Segundo a publicação, o internacional português arrecadou um total de 138 milhões de euros provenientes da exploração dos direitos de imagem, graças a contratos com marcas como a Nike, a Coca-Cola ou a Emirates.

No entanto, feitas as contas, o avançado do Real Madrid pagou apenas 5,7 milhões de euros em impostos, ou seja, pouco mais de 4% do valor encaixado. E tudo isto graças a… David Beckham.

A chegada do ex-Manchester United ao Santiago Bernabéu, em 2003, levou o Estado espanhol a implementar a chamada Lei Beckham, que teria como objetivo atrair algumas das principais estrelas do futebol mundial.

A lei permitiu, não só que os jogadores de elite fossem tributados a apenas 24% - aumentou para 24,75% em 2012, valor, ainda assim, muito inferior ao normal – como que estes apenas tivessem que pagar impostos pelos rendimentos obtidos em solo espanhol.

Ora, apesar de ter faturado 138 milhões de euros entre 2011 e 2014, Cristiano Ronaldo declarou que, desses, apenas 22,73% tiveram origem em Espanha. Foi precisamente tendo em conta essa condicionante que, em dezembro de 2014, quando ‘rebentou’ o ‘caso Messi’, o jogador pagou 5,7 milhões de euros ao Fisco, com o intuito de regularizar a sua situação.

No entanto, esta está longe de ser linear. A publicação dá como exemplo um anúncio gravado pela Toyota, no qual o avançado deu a cara. O referido anúncio foi gravado em Espanha, de forma a poupar várias horas de viagem, mas apenas foi emitido no Japão. A defesa do português entende que o valor pago não seria tributável em Espanha por essa mesma razão. Já a acusação, entende o contrário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.