Meteorologia

  • 18 DEZEMBRO 2017
Tempo
MIN 4º MÁX 6º

Edição

"Tempo é o que o Benfica precisa, tempo é a chave"

Bruno Costa Carvalho foi adversário de Luís Filipe Vieira nas últimas eleições do Benfica, mas, em entrevista ao Desporto ao Minuto, coloca rivalidades de lado e pede "serenidade" para que os encarnados possam reencontrar o caminho das vitórias.

"Tempo é o que o Benfica precisa, tempo é a chave"
Notícias ao Minuto

07:33 - 22/09/17 por Andreia Brites Dias

Desporto Bruno Costa Carvalho

O Benfica vem de três resultados menos felizes – duas derrotas e um empate -, todos para competições distintas – Liga dos Campeões, I Liga e Taça da Liga, respetivamente. Um momento que não caracteriza os últimos arranques do tetracampeão nacional nas competições. Mas qual é o verdadeiro motivo desta ‘nuvem negra’? O Desporto ao Minuto falou com Bruno Costa Carvalho, antigo candidato à presidência das águias, para tentar perceber o que levou a tamanho 'tombo' da equipa de Rui Vitória.

"Não se reforçou a equipa, nem se baixou o passivo convenientemente"

"O porquê é simples. Saiu um jogador para a baliza do Manchester City, saiu um para o Barcelona e outro para o Manchester United e não é fácil substituí-los”, começou por dizer.

"Foi assumido que não se queria gastar muito dinheiro e isso é que eu acho decepcionante. Vendeu-se imenso e penso que se poderia ter investido alguma coisa. Admitia que isso não tivesse acontecido se o passivo tivesse baixado 100 milhões, o que não aconteceu. Por isso, nem uma coisa nem outra: não se reforçou a equipa, nem se baixou o passivo convenientemente."

 "O Benfica tem ainda uma larga margem de manobra para poder recuperar"

Num ano em que procura a conquista do inédito pentacampeonato, o Benfica partiu em falso e, à sexta jornada, ocupa a quarta posição do campeonato nacional, com 13 pontos, menos cinco do que os líderes FC Porto e Sporting. No entanto, na opinião de Bruno Costa Carvalho, não há motivo para alarmes.

"Temos de olhar com muita serenidade para o resto do campeonato, porque ainda vai no início. Estamos a cinco pontos, há dois anos vencemos um campeonato em que estivemos a sete pontos de distância… O FC Porto tem um plantel bastante reduzido e o campeonato é longo. O Sporting arranja sempre problemas, nunca se sabe vindos de onde exatamente... Por isso, o Benfica tem ainda uma larga margem de manobra para poder recuperar", explicou, deixando uma ressalva.

"Ainda não temos motivos para atirar a toalha ao chão e desmotivar. Estamos longe daquilo que ambicionamos, por isso é que se nota a exigência do Benfica. Queremos sempre ganhar e, quando conquistarmos o quinto, queremos o sexto."

No início do mês de outubro, a I Liga tem uma paragem para os compromissos de seleções. Poderá ser aqui que Rui Vitória terá espaço para fazer o 'restart' de que tanto precisa? Bruno Costa de Carvalho pensa que sim.

"Quem está numa dinâmica de vitórias nunca gosta de interrupções; quem está com alguns problemas, essas paragens dão tempo para pensar, meditar e corrigir. Tempo é o que o Benfica precisa, tempo é a chave. Deixar-nos respirar um bocadinho é positivo. Espero que seja usado para refletir e usar soluções internas. Nós não fizemos tudo o que estava ao nosso alcance durante o verão, convém que o projeto seja corrigido agora, quando ainda vamos a tempo. Mas é preciso ter consciência que é preciso corrigir", completou.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório