Meteorologia

  • 21 MAIO 2024
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 20º

Eleições FC Porto: Maioria da SAD inegociável para movimento autónomo

O movimento independente de Miguel Brás da Cunha, que concorre unicamente ao Conselho Superior do FC Porto, define como meta decisiva o proteger a maioria do capital social da FC Porto SAD.

Eleições FC Porto: Maioria da SAD inegociável para movimento autónomo
Notícias ao Minuto

09:08 - 21/04/24 por Lusa

Desporto FC Porto

a principal razão da nossa luta. Não faz sentido ver o FC Porto de outro modo que não seja como um clube de associados. Folgamos imenso que essa forma de pensar esteja a ser propagada pelas candidaturas à direção, mas somos um pouco mais exigentes neste ponto, sobre o qual o Conselho Superior tem poder de atuação direta e não depende de ninguém", observou o advogado e professor universitário, em entrevista à agência Lusa.

Na primeira das 10 propostas incluídas no seu manifesto, a lista "Por um FC Porto maior, unido, insubmisso e eclético" fala na "consagração estatutária do inultrapassável princípio do controlo maioritário" da SAD pelo clube, recusando admitir "cedências ou hesitações".

"É uma visão estrutural. O FC Porto nasceu e afirmou-se como um clube dos associados. Queremos que assim continue a ser e é por isso que nos vamos bater. Pensamos que o Conselho Superior deverá ter um papel ativo nesta matéria, no sentido de preparar uma alteração estatutária em que isso fique inequívoco", estabeleceu Miguel Brás da Cunha.

A candidatura ao órgão consultivo deseja reduzir o endividamento financeiro, que aponta como o "principal fator de risco" à retenção dos 74,59% detidos pelo clube na SAD, sem comprometer a competitividade e sustentabilidade do vice-campeão nacional de futebol.

"O caldo financeiro fica completamente entornado sem capacidade desportiva. Temos de ter uma estratégia para gradualmente reduzir o endividamento. Isto é, estabelecer quase uma espécie de fair-play [financeiro] interno. A UEFA não o obriga, mas o clube devia ter essa estratégia a longo prazo. Gostaria até de ver esse compromisso a ser quantificado pelos vários candidatos à direção", pediu Luís Folhadela Rebelo, número dois da lista D.

Outra proposta impactante é estender "em absoluta segurança e fiabilidade" os modos e locais de votação em assembleias gerais para espaços complementares ao Estádio do Dragão e ao pavilhão Dragão Arena, desde que "seja garantido um resultado fidedigno".

"O que defendemos é alargar a votação a locais onde tal faça sentido. Além disso, todo o modo de votação, seja por procuração, correspondência ou por via eletrónica, tem de ser absolutamente seguro, fiável e inviolável. Para nós, isso é inultrapassável. O que não nos parece que seja adequado à grandeza do clube é continuar a obrigar as pessoas a terem de se deslocar ou, em certos casos, impedi-las mesmo de exercerem o seu voto num dos momentos mais importantes da vida associativa do clube", vincou Miguel Brás da Cunha.

O manifesto é omisso quanto à limitação de mandatos defendida em 2020, medida que o advogado aceita que "poderá contribuir para o bom funcionamento de uma organização, mesmo que não signifique "um dos aspetos mais importantes" para o futuro do FC Porto.

Nesse horizonte, o crescimento do ecletismo contempla uma "dupla face" entre desporto profissional - cuja "cultura de vitória" deve ser acompanhada pela gradual representação feminina, ponderando o lançamento de novas modalidades -, e desporto de lazer/social.

Incentivar a participação de filiados na vida associativa e em eventos desportivos, sociais e culturais do clube, colaborar com projetos de solidariedade social e acentuar a inclusão de pessoas com deficiência são outras perspetivas, além da "defesa intransigente" do FC Porto como um "líder insubmisso no combate à corrupção no desporto e ao centralismo".

"O clube não pode nunca abdicar dessa luta, porque se afirmou assim e faz parte da sua génese não aceitar que as organizações o transformem em algo que admite tudo", frisou.

Recomendados para si

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório