Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 24º

De Matheus para Mateus. A nova 'joia' para Rúben Amorim lapidar

Médio de 18 anos foi utilizado pelo técnico leonino na pré-época, e a janela de oportunidade pode estar à espreita.

De Matheus para Mateus. A nova 'joia' para Rúben Amorim lapidar
Notícias ao Minuto

08:04 - 18/08/22 por Miguel Simões

Desporto Sporting

Fecha-se uma porta, abre-se uma janela, já dizia o ditado. A saída de Matheus Nunes poderá encerrar um ciclo, mas rapidamente abrir outro favorável a um jovem promessa do Sporting que, curiosamente, surge com o nome de... Mateus Fernandes.

Desde a chegada de Rúben Amorim a Alvalade, em 2019/2020, a estratégia dos leões tem assentado numa política de forte aposta nos escalões mais abaixo, e são vários os nomes que 'emergiram' pela mão do técnico português.

Matheus Nunes não foi exceção. Em junho de 2020, estreou-se pela equipa principal, em Guimarães, num empate frente ao Vitória SC (2-2), sendo que rapidamente se tornou uma aposta regular nos meses seguintes, de tal forma que até à seleção nacional já chegou.

Terá, agora, chegado a vez de outro jovem brilhar, com um nome próprio praticamente igual e com características técnico-táticas muito semelhantes. Sem Matheus Nunes no Sporting, Mateus Fernandes parece ter margem de progressão para tentar afirmar-se entre as principais opções de Rúben Amorim.

Degrau a degrau

O médio nascido em Olhão - poucos dias depois após a final perdida de Portugal no Euro'2004 - começou a dar os primeiros passos no Olhanense em 2010, com seis anos, mas rapidamente despertou a atenção do Sporting, clube que integrou em 2016, e de onde nunca mais saiu.

Com o passar dos anos, Mateus Fernandes foi subindo degrau a degrau e chegou mesmo a sagrar-se campeão nacional pelos iniciados em 2018/19, altura em que Matheus Nunes trocou os sub-23 do Estoril pelos do Sporting.

Num ritmo de crescimento gradual, o jovem médio cumpriu um sonho ao assinar o primeiro contrato profissional com o clube do coração, em outubro de 2020, numa época em que, além de ter jogado nos juniores, fez a estreia na Liga Revelação e logo num dérbi com o Benfica (0-1), em abril de 2021.

Na temporada passada, Mateus Fernandes não só jogou pelo sub-23 e pela equipa B, como ainda participou na Youth League, competição europeia em que contribuiu com dois golos e duas assistências.

Com toda esta 'montra', as chamadas à seleção nacional de sub-18 e sub-19 surgiram naturalmente, e 'catapultaram' o jovem para um patamar de maior mediatismo, de tal forma que Rúben Amorim não hesitou em integrá-lo no plantel este verão para os embates de pré-época.

Três jogos a titular, três jogos do início ao fim e um total de 270 minutos suficientes para dar o primeiro 'cheirinho' ao treinador e aos adeptos daquilo que pode ser capaz de fazer assim que for chamado a alinhar pela formação principal.

As parecenças com Matheus Nunes

Parecidos no nome, parecidos na forma de jogar. Não há futebolistas iguais. Cada um distingue-se com identidade e características próprias. Contudo, isso não impede que se identifiquem determinados traços técnico-táticos na hora de fazer uma espécie de comparação entre dois atletas.

Com um elevado grau de maturidade na hora da decisão, Mateus Fernandes demonstrou durante a pré-época saber interpretar os diversos contextos do jogo, umas vezes com momentos de pura reorganização em cenários mais 'aflitos', outras tantas ao 'romper' o adversário para acelerar o jogo e desequilibrar o adversário - algo que destaca Matheus Nunes no futebol português.

Apesar de alguns erros (naturais no processo de crescimento), o jovem de 18 anos destacou-se pelo posicionamento seguro em termos ofensivos e defensivos, revelou ter um bom timing quando se exigia o pressing e ainda evidenciou ter uma boa leitura das trajetórias da bola e dos oponentes.

Notícias ao Minuto Aos 16 anos, Mateus Fernandes assinou contrato profissional com os leões.© Sporting CP  

Um futebolista de alto nível não se prepara só quando o próprio ou a equipa têm a bola nos pés, mas também nos momentos de antecipação e de reação à perda. Nesse capítulo, à semelhança de Matheus Nunes, o médio natural de Olhão deixou boas indicações e teve a inteligência necessária para fechar espaços e dificultar as linhas de passe dos adversários.

Conjugando todas as características, Mateus Fernandes afirma-se como um médio criativo, sobretudo nas zonas mais adiantadas do terreno, colaborando quase na perfeição com os restantes colegas na busca pelo jogo interior, mas também na hora de 'sacudir' a pressão para o jogo pelos flancos, permitindo uma maior chegada da equipa ao centro da grande área.

O mote da pré-época ficou dado. Cabe agora a Rúben Amorim conceder mais oportunidades a Mateus Fernandes, algo que poderá ficar ainda mais facilitado com a transferência de Matheus Nunes para o Wolverhampton na presente janela de transferências, a troco de 50 milhões de euros.

Leia Também: Há um novo Mateus a brilhar: Análise aos reforços frente ao St. Gilloise

Leia Também: Saída de Matheus Nunes reacende velho interesse de Amorim

Leia Também: "Pelo que fez no Sporting, Matheus Nunes não demorará a sair dos Wolves"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório