Meteorologia

  • 25 MAIO 2022
Tempo
15º
MIN 15º MÁX 26º

FC Porto-Estoril: Marca histórica cozinhada a 'lume brando'

Dragões obraram um recorde histórico de pontos na competição.

FC Porto-Estoril: Marca histórica cozinhada a 'lume brando'

O FC Porto despediu-se, este sábado, do campeonato nacional 2021/22, com um triunfo por 2-0 diante do Estoril-Praia.

No jogo da consagração, os novos campeões almejaram uma marca histórica de pontos. O primeiro clube a ultrapassar a fasquia dos 90 (91), num duelo que, em abono da verdade, não vai deixar saudades. 

Dia de festejos, dia de prestar vassalagem aos novos campeões, porém um encontro que se disputou em 'lume brando', numa primeira parte sem golos, e que só se 'coloriu' na etapa complementar. Joãozinho começou por marcar na própria baliza, para no fim Fernando Andrade, dois minutos depois de entrar,  voltar aos golos e recebe uma das grandes ovações da noite.

Vamos então às notas de destaque desta partida:

Figura

Otávio voltou a rubricar uma exibição excecional. À margem de vários passes para finalização, o internacional português criou ainda uma ocasião flagrante, além de ter sido exímio na hora de cruzar com conta, peso e medida.

Surpresa

Já lá vão os tempos em que Zaidu era 'patinho feio'. Depois de ver a 'Luz' do golo e ter marcado o golo do título na casa do rival, o lateral esquerdo voltou a ser bastante aplaudido no Dragão. O nigeriano foi dos melhores em campo e esteve envolvido no primeiro golo dos azuis e brancos.

Desilusão

O ataque do Estoril não esteve, na generalidade, inspirado, porém, Arthur Gomes foi dos que menos fez no reduto mais próximo das imediações da área do FC Porto. O avançado fez pouco à frente, como também desprotegeu os companheiros nos processos defensivos.

Treinadores

Sérgio Conceição não dá a mais pequena margem para que a equipa tire o pé do acelerador e, várias vezes, durante o encontro, foi mostrando o seu descontentamento. Apesar do título no 'bolso' e uma nova marca histórica alcançada, o timoneiro dos azuis e brancos fartou-se de operar emendas no decorrer da partida, promovendo ainda a entrada de Fernando Andrade nos instantes finais.

Bruno Pinheiro foi o 'convidado' para a consagração do FC Porto, porém não aderiu a 'festas'. Aqui e ali, os canarinhos ainda tiveram as suas ocasiões, apesar do ritmo baixo do encontro. O auto-golo de Joãozinho acabou por desmantelar um pouco da estratégia do emblema de Cascais.

Árbitro da partida

Com as duas equipas já de objetivos fechados, António Nobre beneficiou dessa situação e teve uma exibição serena e sem problemas de maior. 

Leia Também: O momento em que o FC Porto levantou o troféu de campeão nacional

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório