Meteorologia

  • 15 JUNHO 2021
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 32º

Edição

Vitória SC anuncia mais dois jogos à porta fechada e vai recorrer

O Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, informou hoje que lhe foram aplicados dois jogos à porta fechada pela Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto (APCVD) e que vai recorrer das punições.

Vitória SC anuncia mais dois jogos à porta fechada e vai recorrer
Notícias ao Minuto

21:25 - 18/05/21 por Lusa

Desporto I Liga

A Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto (APCVD) aplicou dois jogos à porta fechada e uma multa de 13 mil euros por "factos ocorridos" nos jogos com o Sporting de Braga, de 10 de novembro de 2019 (derrota por 2-0), e com o Benfica, de 04 de janeiro de 2020 (derrota por 1-0), e o clube vimaranense vai recorrer, quer desse castigo, quer do jogo à porta fechada anunciado na segunda-feira pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

"Naturalmente, a Vitória SC vai impugnar ambas as decisões, requerendo a suspensão dos efeitos da decisão do CD da FPF, sendo que a suspensão dos efeitos da decisão emanada da APCVD decorre da mera interposição do recurso", lê-se no comunicado hoje emitido no sítio oficial vitoriano.

O CD da FPF aplicou um jogo à porta fechada e uma multa de cinco mil euros por entender que foi provada a "ausência de som das gravações captadas pelo sistema de videovigilância" no jogo entre Vitória e FC Porto de 16 de fevereiro de 2020, que os 'dragões' venceram por 2-1 e que ficou marcado por insultos racistas dirigidos ao futebolista maliano Marega.

No âmbito desse jogo, o CD da FPF já aplicou mais três jogos à porta fechada e uma multa de 53.500 euros, que os vimaranenses já começaram a cumprir em 12 de maio, na receção ao Famalicão, e a APCVD outros três, que têm de ser cumpridos após o regresso do público aos estádios, pelo que o Vitória se depara com um total de nove jogos à porta fechada.

Em curso, está ainda outro processo que decorre de uma investigação da Polícia de Segurança Pública (PSP), que acedeu às imagens de videovigilância do estádio, de forma a serem identificados os eventuais autores dos insultos racistas, e um processo-crime do Ministério Público (MP) "por atos de discriminação racial".

Três adeptos do emblema vimaranense estão a ser julgados no Tribunal de Guimarães pelo crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência, punido com pena de prisão de seis meses a cinco anos, desde 25 de setembro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório