Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Leão de cara lavada aguarda austríacos estáveis... e 'poupadinhos'

LASK e Sporting decidem amanhã, quinta-feira, quem segue para a fase de grupos da Liga Europa.

Leão de cara lavada aguarda austríacos estáveis... e 'poupadinhos'

O Sporting defronta na próxima quinta-feira, pelas 20 horas, o LASK Linz, no estádio de Alvalade, num duelo relativo ao playoff de acesso à fase de grupos da Liga Europa.

Ao invés de temporadas anteriores, esta eliminatória joga-se a uma só mão e um desaire traduzirá o adeus às competições europeias para uma das equipas.

A formação austríaca é um velho conhecido do clube verde e branco, uma vez que, na temporada anterior, o LASK defrontou por duas ocasiões o Sporting, ambas para a fase de grupos da Liga Europa.

Todavia, em pouco mais de nove meses muita coisa mudou nos dois emblemas, quer ao nível de jogadores presentes nos respetivos planteis, bem como nos rostos que dirigem os respetivos bancos.

Basta recordar que a 12 de dezembro, data do último confronto entre LASK e Sporting, e que findou com triunfo austríaco, por 3-0, o treinador Valérien Ismaël ainda 'residia' no emblema de Linz, para agora o lugar ser ocupado por Dominik Thalhammer. E a vida até corre de feição ao técnico de 49 anos, que, nos cinco jogos realizados esta época, soma, desde já, quatro triunfos e um empate, num balanço entre golos marcados e sofridos de 15-2.

Acrescente-se ainda que, para o campeonato, o LASK ocupa a terceira posição, com sete pontos, a apenas dois do líder e vigente campeão, RB Salzburgo. A juntar a esta redoma de bons resultados devemos acoplar ainda os números contundentes que a formação austríaca aplicou na anterior eliminatória ao Dun. Streda da Eslováquia (7-0). Eis então um bom cartão de visita antes de regressar a Alvalade, campo esse de onde o LASK saiu derrotado, a 3 de outubro de 2019, por 2-1, num duelo relativo à segunda jornada da fase de grupos da Liga Europa. 

Terceiro round entre Sporting e LASK: Um leão irreconhecível contra opositor de identidade quase semelhante 

Já verificamos que os 'mentores' que se sentam nos respetivos bancos são diferentes, comparativamente aos últimos confrontos entre as duas equipas: Valérien Ismaël  deu lugar a Dominik Thalhammer, já Silas marchou de Alvalade por troca com Rúben Amorim.

Porém, importa relembrar que os 22 elementos que foram titulares em Alvalade, em outubro de 2019, serão indubitavelmente, na sua grande maioria, diferentes, do que os nomes que entrarão na ficha de jogo de Thalhammer e Amorim.

Basta recordar que nesse anterior duelo que se realizou no bastião verde e branco, os leões entraram em campo com Renan, Luís Neto, CoatesMathieuDoumbia, Miguel Luís, Wendel, Bruno Fernandes, AcuñaBolasie e Luiz Phellype. O que significa que, deste onze, apenas Coates, Luís Neto e Wendel repetirão a titularidade.

Por sua vez, Valérien Ismaël entrou em Alvalade com o seguinte onze: Schlager, Wiesinger, Filipovic, Trauner, Holland, Michorl, Ranftl, Potzmann, Frieser, Goiginger e Raguz. Se as mudanças que verificamos no plantel do Sporting são abissais e as alterações na coluna vertebral verde e branca confirmam isso mesmo, já na equipa de Dominik Thalhammer reina o cenário da estabilidade.

Comparativamente ao que sucedeu há quase um ano e face ao onze que Thalhammer alinhou no derradeiro jogo para o campeonato austríaco, diante do Wolfsberger, oito jogadores repetem a titularidade:  Schlager, Wiesinger, Trauner, Wiesinger, Michorl, Holland, Ranftl e Raguz.

Importa recordar também que no vigente mercado de transferências, o LASK desembolsou apenas 1,25 milhões de euros, sendo que quatro dos sete reforços chegaram a custo zero. Aliás, a filosofia do clube continua a ser apostar na prata da casa e com carimbo local, afinal dos 27 jogadores que integram o plantel apenas oito são estrangeiros. 

Aliás, uma situação bem diferente do clube de Alvalade, que tem ainda de aplicar  alguns cortes na dimensão do plantel, e que conta neste momento com 21 jogadores estrangeiros na comitiva. Porém, e à margem destes números, importa salientar outra grande diferença e que ressalva o valor dos respetivos clubes.

De acordo com dados divulgados pelo  portal Transfermarkt, o plantel às ordens de Rúben Amorim está avaliado em 153,83 milhões de euros, bem acima do valor de mercado de um LASK Linz que se cifra nos 31,45 milhões. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório