Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

"Bruno Fernandes? O protagonista aqui é o coletivo"

Sporting recebe o Basaksehir nesta quinta-feira, para os 16 avos de final da Liga Europa.

"Bruno Fernandes? O protagonista aqui é o coletivo"

Emanuel Ferro e Rodrigo Battaglia fizeram, esta tarde, a antevisão do embate desta quinta-feira com o Basaksehir, para a primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

Rodrigo Battaglia

Qualidades do Basaksehir e expectativas: Sabemos que é uma equipa boa, que está a fazer um campeonato muito bom. Vai ser um jogo competitivo, são sempre especiais os jogos de Liga Europa e Champions. É uma eliminatória e espero que possamos fazer um grande e que a vitória fique aqui em Lisboa.

Basaksehir vai ser levado a sério?: O Sporting leva a sério todos os adversários. Eles estão a fazer um grande campeonato e espero um jogo competitivo. Todos estes avisos fazem com que preparemos muito o jogo. No nosso estádio e com os nossos adeptos esperamos impor a nossa ideia, mas vai ser muito competitivo.

Saída de Bruno Fernandes e outras dificuldades para Silas: Estamos todos aqui para ajudar. A equipa técnica tem o apoio dos jogadores e do clube, por isso ele tem de tomar decisões e nós estamos aqui para ajudar. A saída do Bruno foi importante, ele tem muita qualidade, mas nós temos um plantel muito bom, com gente jovem e outros com experiência, e a equipa está a ganhar cor e esperamos demonstrar isso amanhã.

Sporting favorito?: A pressão existe sempre neste clube, não só na Liga Europa, mas também na I Liga. Somos um clube grande e temos de ganhar. Tanto o treinador como os jogadores sentem-se favoritos, é normal. Não vou dizer que não me sinto favorito quando me sinto. Falta jogar mas esperamos ter um grande nível e demonstrar que esta equipa pode sonhar.

Saudades de jogar na Europa?: Obviamente tinha muitas saudades. Levei algum tempo a recuperar da lesão, hoje sinto-me a 100% para defender esta instituição. Em 2018 era outro jogador e tínhamos outra equipa, mas estou confiante para estes dois jogos. Temos plantel para passar esta eliminatória.

Prestação do Basaksehir na fase de grupos: Sabemos o percurso que a equipa teve, sabemos que ficou em primeiro do grupo e que teve bons jogos como visitante. Por isso preparámos muito bem este jogo. Os detalhes vão definir o jogo.

Sporting em mau momento?: Não me parece. Na I Liga estamos um pouco longe do objetivo principal, lutar pelo título, mas, num clube como o Sporting, há que assumir e ganhar todos os jogos. Acho que amanhã virá muita gente ao estádio e temos de fazer um grande jogo para conseguir a vitória.

Emanuel Ferro

Que onze irá jogar?: A equipa que irá entrar em campo será bastante competitiva, com a ambição de um bom resultado, fundamental para o desfecho da eliminatória. Cada jogo é um jogo, a competição e o adversário são diferentes. Não vou divulgar se vamos fazer alterações em relação ao último onze. Nós temos um plantel bastante rico, com jovens e jogadores mais experientes, e vamos tentar tirar proveito disso.

Liga Europa como salvação da temporada?: Se o cenário fosse diferente nas competições nacionais, a nossa responsabilidade não seria diferente nesta competição. Olhamos para a Liga Europa de uma forma competitiva. São jogos com grandes equipas que se querem mostrar à Europa. Clubes como o Sporting têm estar perfilados para um bom desempenho e os jogadores estão conscientes disso.

Basaksehir com duas derrotas desde setembro: O Sporting tem de se preocupar com o seu resultado e tirar partido das características do jogo. Sendo a primeira mão, e jogando em casa. podemos tirar proveito disso. Queremos ser a ligação do público ao apoio à equipa. O público vai apoiar-nos e isso será fundamental.

Trabalho específico para parar 'estrelas' do Basaksehir?: A equipa técnica e todo o plantel fizeram o trabalho específico que fazemos em cada jogo para tirar partido do conhecimento que temos do adversário. Nunca perdendo o foco daqueles que são os nossos processos. Vamos encontrar um adversário com jogadores com grande experiência em competições internacionais, que podem definir momentos do jogo. Mas nós também as nossas valias e jogadores com grande experiência internacional, que jogam em grandes seleções, e isso fará do jogo de amanhã um jogo interessante e que todos os jogadores do Sporting querem jogar.

Falta de golos do Sporting e alterações táticas: A questão do sistema tática não está relacionada com a ausência do Mathieu, também já jogámos com o Borja numa defesa a três. As decisões são tomadas de acordo com as características do jogo. Amanhã vamos adotar aquilo que será o importante. Vamos entrar conscientes de que temos de fazer golos. São jogos diferentes. Quando o Bruno jogava, outros não jogavam. Temos soluções e individualidades muito fortes na finalização. Tivemos jogos aqui em casa, contra FC Porto e Benfica, as equipas mais fortes do campeonato, tivemos diversas oportunidades que falhamos por centímetros. Já provamos que podemos criar e vamos criar mais ainda amanhã.

Maus resultados sem Bruno Fernandes: A nossa identidade tem-se apresentado sempre. Tivemos no melhor e no pior, e temos de assumir isso. São onze jogadores, mais aqueles que estão preparados para entrar e os que treinam todos os dias. Amanhã será um jogo diferente. Acredito que será diferente dos últimos jogos.

Vietto e Acuña: Estão aptos para o jogo de amanhã.

Responsabilidade de ganhar: Num clube como o Sporting sentimos todos os dias a vontade de satisfazer os nossos adeptos, independentemente dos jogos e dos resultados. A responsabilidade é enorme neste clube, que tem todas as condições. Temos de dar sempre resposta, em cada treino. Só assim se constroem grandes equipas.

Protagonista depois de Bruno Fernandes: Olhando para os jogos de toda a época, consigo perceber que toda a equipa sempre se quis assumir como protagonista no coletivo. O Bruno certamente vai receber mais elogios, mas o cariz da equipa foi sempre coletivo. Isso foi mostrado antes e vai ser mostrado agora. Pode haver um jogador ou outro que se destaque mais, e isso é normal, mas o protagonismo tem de ser coletivo. Isso nunca faltou, com ou sem o Bruno. Com um plantel tão rico e forte, muitas vezes não respondendo da melhor forma, mas amanhã o protagonista vai ser o coletivo.

Sporar e Bolasie: São jogadores ofensivos com características diferentes. O Bolasie tem ajudado muito esta época. O Sporar chegou há pouco tempo. Sendo um ponta de lança, ainda não teve a oportunidade de marcar como queria e nós todos desejamos. São jogadores que têm ajudado, como os outros. Mas o fundamental aqui é o coletivo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório