Meteorologia

  • 27 JANEIRO 2020
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 15º

Edição

O novo 'matador' cresce a olhos vistos: As notas do Boavista-Benfica

Vinícius marcou, deu a marcar e bisou. Foi, sem margem para dúvidas, a grande figura do triunfo encarnado no Bessa no jogo de abertura da 13.ª jornada da I Liga.

O novo 'matador' cresce a olhos vistos: As notas do Boavista-Benfica

Com o seu quarto bis esta temporada, Carlos Vinícius ajudou o Benfica a alcançar a sua 12.ª vitória na I Liga esta sexta-feira. Diante do Boavista, o avançado brasileiro marcou o primeiro golo, assistiu para o segundo apontado por Cervi e fez o bis aos 62 minutos. Gabriel fechou as contas no Bessa e selou o resultado final em 4-1 a favor das águias.

Figura do jogo: É inevitável não eleger Carlos Vinícius. É o homem-golo do Benfica neste momento e já é o melhor marcador deste campeonato com nove golos, os mesmos que Pizzi. Voltou a dar ‘show’ com dois golos e uma assistência e chegou ao quarto bis da temporada, isto depois de marcar um hat-trick no último encontro. Anda de pé quente e tem merecido todos os elogios que si lhe são dirigidos.

Desilusão: Não se pode chamar desilusão à exibição de Tomás Tavares. Ofensivamente esteve em bom plano, com algumas boas incursões pela defesa boavisteira. Porém, na hora de defender continua a apresentar fragilidades que têm de ser corrigidas. Neste jogo não tiveram grande influência, mas já se viu noutros encontros que o jogo defensivo de Tavares pode colocar em cheque o jogo encarnado.

Surpresa: Também já não é uma surpresa. Pizzi voltou a encher o campo e assistiu Vinícius para o primeiro golo. Não podendo eleger duas figuras do jogo, colocamos o ‘21’ do Benfica nesta categoria. Um verdadeiro motor do ataque encarnado e, no fundo, é este o Pizzi que a equipa de Bruno Lage precisa.

Lito Vidigal: Definiu bem a estratégia da sua equipa, principalmente no processo defensivo. Colocou a equipa a pressionar alto, criou dificuldades ao Benfica, mas não deu seguimento no segundo tempo. Tentou fazer alterações, mas sem efeitos práticos.

Bruno Lage: Prometeu uma equipa a entrar no jogo com vontade de vencer e foi precisamente isso que vimos. No fundo, uma vontade que não vimos, por exemplo, diante do Sp. Covilhã. A atitude e a mentalidade dos atletas foi meio caminho para esta vitória. Voltou a apostar em Vinícius, mesmo com Seferovic recuperado, e a aposta não podia dar mais frutos.

Jorge Sousa: Anulou, e bem, um golo a Pizzi, deu amarelo a Cervi por simulação e recorreu ao VAR sempre que necessário. Nota positiva.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório