Meteorologia

  • 19 JANEIRO 2019
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Benfica - Não perca os últimos golos e lances polémicos

Mais vídeos

Queda aos pés do Bayern entra para a história negra do Benfica na Europa

Águias impugnaram as aspirações de seguir em frente na Champions com uma pesada goleada (5-1) aos pés do Bayern.

Queda aos pés do Bayern entra para a história negra do Benfica na Europa
Notícias ao Minuto

07:47 - 28/11/18 por Notícias ao Minuto 

Desporto Liga dos Campeões

Quando entrou no Allianz Arena, em Munique, o Benfica já tinha consciência da espinhosa missão que tinha pela frente. Além do poderio bávaro, a história provava que as águias nunca tinham sido felizes no reduto do Bayern, com quatro derrotas em tantos outros jogos, três delas por números bem expressivos - uma por 5-1 e duas por 4-1. A verdade é que cedo se percebeu que esta quinta visita poderia tornar-se rapidamente num pesadelo. E assim foi...

A entrada apática com que a equipa encarnada abordou os primeiros instantes da partida serviram de 'gasolina' para um conjunto de Niko Kovac que, só por si, já evidenciava a chama necessária de quem tinha a obrigação de dar uma boa resposta e acabar com os 'fantasmas' que se têm abatido sobre a Baviera neste primeiro terço de temporada.

O golo de Robben (13'), num dos seus tradicionais movimentos, confirmou a superioridade alemã e intranquilizou ainda mais um Benfica frágil e a 'tremer'. Vlachodimos ainda adiou o segundo, mas a noite era do extremo holandês, que, à passagem da meia hora, voltou a serpentear por entre a defesa lusa e, novamente de pé esquerdo, disparou um 'míssil' que agudizou a amargura encarnada.

A partir daqui só deu Bayern e, não fosse Vlachodimos, o resultado poderia ganhar contornos ainda mais escandalosos. Lewandowski aumentou a contagem já nos últimos cinco minutos do primeiro tempo, mas Gedson, lançado ao intervalo no lugar de Pizzi, deu uma réstia de esperança... à honra benfiquista. Contudo, Lewandowski rapidamente deitou por terras essas intenções, com o quarto golo, assinado de cabeça, após um canto na esquerda.

O 'golpe' final dado por Ribéry acabou por confirmar o pior cenário. O Benfica voltou a sair de Munique com uma derrota pesada e com direito a entrada direta para a lista negra dos maiores desaires encarnados na Europa, onde já figuram as humilhações com o Basileia (5-0, em 2017), com o Olympiacos (5-1, em 2008), com o Celta Vigo (7-0, em 1999) ou até mesmo com este mesmo Bayern (5-1, em 1976). 

Champions já é pesadelo para Rui Vitória

Se o momento do Benfica já não era fácil antes desta visita à Alemanha, mais ficou após esta humilhação. Neste momento, as águias contam por derrotas quase um quarto dos jogos disputados esta temporada - cinco em 22 -, registo que confere a Rui Vitória a pior percentagem (23%) dos últimos 10 anos nesta fase, em igualdade com Quique Flores, em 2008/09. No entanto, é na Europa que os 'danos' são mais visíveis.

Se olharmos para as duas últimas épocas, o saldo benfiquista na prova milionária é assustador. Em 11 partidas, o clube da Luz somou nove derrotas, um empate e apenas uma vitória, tendo apenas marcado seis golos e sofrido... 25(!). Com a presença na Liga Europa garantida, as águias vão agora tentar despedir-se da Champions da melhor maneira possível, ou seja, com um triunfo na última jornada, em casa, diante do AEK Atenas. O encontro está marcado para o próximo dia 12 de dezembro. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório