Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2018
Tempo
11º
MIN 11º MÁX 11º

Edição

Duas estreias abrem CriaSons que leva música contemporânea pelo país

As estreias de 'Rizoma', de Hugo Vasco Reis, e de nova versão de 'Poemas de Amor e de Neblina', de Fernando C. Lapa, marcam a abertura do Festival CriaSons - Tendências da Música Contemporânea, na segunda-feira, em Lisboa.

Duas estreias abrem CriaSons que leva música contemporânea pelo país
Notícias ao Minuto

18:05 - 07/12/18 por Lusa

Cultura Festival

A segunda edição do festival, dedicado às tendências da música de câmara portuguesa contemporânea, tem lugar no Palácio Foz, em Lisboa, e abre uma temporada de concertos, com seis diferentes programas, que vai atravessar nove localidades portuguesas - Lisboa, Porto, Viana do Castelo, Faro, Mirandela, Vila Real, Seia, Almada, Évora -, e contar com digressões internacionais, segundo a Musicamera, que o produz.

O programa do concerto de abertura, sob o tema 'Atmosferas', foi definido pelo compositor Fernando C. Lapa, que estreia a versão de câmara de 'Poemas de Amor e de Neblina', originalmente concebida para coro e orquestra. Além de 'Rizoma', o programa inclui ainda 'Tempo de Outono', de Carlos Azevedo, 'Quatro ou Cinco Movimentos Fugidios da Água', de António Pinho Vargas, e 'In Memoriam Béla Bártok, Op. 126', de Fernando Lopes-Graça.

"O traço geral [das obras] respira uma clara ambiência poética, com forte marca expressiva (...). Este repertório tem muitas sugestões visuais, desde as cores às formas, texturas, gestos ou ambientes. O vento, a água, as estrelas, o céu, a lua, a noite, o outono, as terras, os tempos, as memórias", explicou Fernando C. Lapa, na apresentação do programa.

Dirigido por Brian MacKay, este programa conta com o Ensemble Vocal CriaSons, e um sexteto instrumental composto por Jill Lawson (piano), Paulo Gaspar (clarinete), Luís Pacheco Cunha (violino), Pedro Oliveira (2.º violino), Isabel Martín Garcia (violeta), Catherine Strynckx (violoncelo).

A segunda edição do Festival CriaSons - Tendências da Música Contemporânea decorre ao longo do próximo ano, e conta com seis compositores residentes, responsáveis pela construção dos seis diferentes programas: Fernando C. Lapa, Eurico Carrapatoso, Alexandre Delgado, Amílcar Vasques Dias, Cândido Lima e Alejandro Erlich Oliva.

"Cada programa incluirá igualmente obras em estreia de seis compositores emergentes: Edward d'Abreu, Tiago Derric¸a, Miguel Jesus, Camila Menino, Samuel Pascoal e Hugo Vasco Reis", segundo a produtora.

O segundo programa da temporada foi concebido por Cândido Lima, sob a ideia "Para Além da Música: Memórias e Afetos", e estrear-se-á a 14 de janeiro, também na Sala dos espelhos do Palácio Foz, em Lisboa.

Este concerto vai contar com interpretações de Natasa Sibalic (soprano), Ana Cláudia de Assis (piano), Katharine Rawdon (flauta), Paulo Gaspar (clarinete), Eliot Lawson (violino), Luís Pacheco Cunha (violino) Catherine Strynckx (violoncelo), Adriano Aguiar (contrabaixo), e a direção de Brian MacKay.

A primeira edição do CriaSons foi organizado pela Musicamera Produc¸o~es, em 2010/2011, mobilizou os agrupamentos Opus Ensemble, Duo Contracello e Quarteto Lopes-Graça, e garantiu a estreia de nove obras de sete compositores portugueses: Amílcar Vasques Dias, Anne Victorino d'Almeida, António Victorino d'Almeida, César Viana, Jorge Costa Pinto, Paulo Jorge Ferreira e Sérgio Azevedo.

A Musicamera Produções é um projeto dos músicos Luís Pacheco Cunha, Adriano Aguiar e Alejandro Erlich Oliva.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório