Meteorologia

  • 22 SETEMBRO 2018
Tempo
32º
MIN 30º MÁX 34º

Edição

Cantabile realiza-se de 20 a 28 de setembro em quatro palcos lisboetas

O IX Festival Cantabile, sob a direção artística da violetista Diemut Poppen, acontece de 20 a 28 de setembro próximo, em quatro palcos lisboetas.

Cantabile realiza-se de 20 a 28 de setembro em quatro palcos lisboetas
Notícias ao Minuto

20:35 - 16/08/18 por Lusa

Cultura Festival

"As crianças de Bach" abre a programação do festival, no dia 20, às 11h00, no Colégio Nuno Álvares Pereira da Casa Pia de Lisboa, um "programa especial reservado aos alunos de ensino integrado de música", segundo nota da organização; e à noite realiza-se um concerto no Convento dos Cardaes.

O concerto no Convento dos Cardaes é preenchido pelas "Variações Goldberg", de Johann Sebastian Bach, interpretadas pela violinista Maria-Elisabeth Lott, a violoncelista Wen-Sinn Yang, e por Diemut Poppen, que assume também a direção artística.

Além de Diemut Poppen, Wen-Sinn Yang e Maria-Elisabeth Lott, o grupo de solistas do Cantabile é constituído por Natalia Prishepenko e Afonso Fesch (violino), Hayk Katchatyran e Pavel Gomziakov (violoncelo), Paolo Giacometti (piano), Pablo Barragán (clarinete), e Lyudmila Krasnyuk (viola d'arco).

No dia 24, às 18h00, no átrio do Teatro Nacional de São Carlos, sob a direção de Diemut Poppen, é interpretado um programa constituído pela Sonata Nº. 5 em Ré Maior, para violoncelo e piano, de Ludwig van Beethoven, "Fragmentos para clarinete solo", de António Pinho Vargas, e o Quinteto de Cordas em Sol Maior, de Johannes Brahms.

No dia 26, também às 18h00 e no átrio do S. Carlos, o grupo de solistas do festival interpreta a Sonata em Dó Menor para Viola d'Arco e Piano, de Luigi Boccherini, Rapsódia para Clarinete, de Giacomo Miluccio, o Capricho N.º 24, numa versão para clarinete, de Niccoló Paganini, a versão para quarteto de cordas de "I Crisantemi", de Giacomo Puccini, e o sexteto "Souvenir de Florence", de Piotr Tchaikovski.

No dia 27 às 19h00, o Museu Nacional da Música, abre portas para o concerto de música de câmara pelos professores e alunos das 'masterclasses' do Cantabile, que vão interpretar peças de Mozart, Beethoven e António Pinho Vargas.

A sala principal do S. Carlos é o cenário do concerto de encerramento do festival, no dia 28, às 21h00, pela Orquestra Sinfónica Portuguesa, sob a direção do maestro José Eduardo Gomes, sendo solistas Maria-Elisabeth Lott, Pavel Gomziakov e Diemut Poppen.

O programa do concerto é constituído pelo Concerto para Violoncelo, de Robert Schumann, o Concerto para Viola, de Béla Bartók, e o Concerto para Violino, de Beethoven.

O Festival Cantabile é uma iniciativa do Goethe Institute/Instituto Alemão, que se realiza em Lisboa e arredores, desde 2010.

Sob o mote "a arte da música de câmara", o Cantabile propõe uma variedade de repertórios clássicos e modernos, "ligando épocas e cruzando obras dos mestres do passado com compositores contemporâneos como Rihm, Ligeti, Kurtag, Kancheli ou os portugueses António Pinho Vargas e Luís Tinoco", segundo nota da organização.

Ao longo das oito edições, cerca de 14.000 pessoas assistiram aos mais de 50 concertos em 15 palcos diferentes das Ruínas do Carmo aos Palácios Nacionais de Sintra, Queluz e Mafra, segundo dados da organização.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório