Meteorologia

  • 23 OUTUBRO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 17º

Edição

Sandra Correia apresenta ao vivo o novo CD "Aqui Existo" em Lisboa

A fadista Sandra Correia apresenta, na próxima semana, em Lisboa, o seu mais recente álbum, "Aqui Existo", que afirmou "ser a maior verdade" que pode dar sobre si própria.

Sandra Correia apresenta ao vivo o novo CD "Aqui Existo" em Lisboa
Notícias ao Minuto

13:29 - 16/07/18 por Lusa

Cultura Fado

"'Aqui existo' é a maior verdade que posso apresentar, em todas as palavras, em todas as melodias de mim própria", disse Sandra Correia à agência Lusa, realçando "o cuidado [que teve] na escolha de cada um dos poemas", que constituem o CD.

"O disco começou quando o [músico] Mário Pacheco me entregou a melodia de 'Aqui Existo', um poema de Rosa Lobato de Faria, sem eu ainda saber o que viria a acontecer", disse Sandra Correia.

Além de Rosa Lobato de Faria, neste CD, que é "apresentado oficialmente" no próximo dia 26 à tarde, na FNAC do Chiado, em Lisboa, Sandra Correia canta poemas de Florbela Espanca - "Tarde Demais", numa melodia de Loic da Silva -, e de Tiago Torres da Silva, "Por Môr Bailar", musicado por Valter Rolo, e "História Mal Contada", numa composição de Carlos Barretto.

Além de Mário Pacheco, do universo fadista, Sandra Correia gravou os inéditos de Ângelo Freire, "A Vida Por Ti", que abre o CD, e "A Última Canção", este, com música de Freire e Pedro Soares, a que juntou um poema do fadista Rodrigo Costa Félix, "Das Horas Abandonadas", musicado por Tiago Machado (que tem composto para Mariza), e ainda de Flávio Gil, "Aquela Casa (Fado Sandra)", musicado por Mário Pacheco.

"Agarro-me aos poemas quando canto, e é como os sinto que os interpreto, sem artifícios", argumentou a intérprete, natural de Fornos, em Santa Maria da Feira, filha de um músico, que começou a cantar "ainda em criança".

Amélia Muge é outra das autoras escolhidas, de quem canta "Fado do Porto" e "Neste Jogo", com letra e música da autora de "Salteadora das Trovas Perdidas".

O CD de Sandra Correia totaliza 13 temas, e inclui ainda "Balada do Silêncio", de Ana Madalena e Jorge Barradas, "Mãe Tristeza", de Cátia Oliveira e Valter Rolo, e "Fado Luz", também de Cátia Oliveira, mas musicado por Manuel Graça Pereira.

A fadista é acompanhada por um conjunto de cordas dirigido por Lino Guerreiro e pelos músicos Ângelo Freire e Mário Pacheco, na guitarra portuguesa, Pedro Soares e Carlos Leitão, na viola, Marino Freitas, na viola baixo, Vicky Marques, na percussão, e João Frade, no acordeão.

Sandra Correia estreou-se discograficamente em 2012, com "Sandra Correia Ao Vivo", em 2015 editou "Perspectiva", ao qual sucede "Aqui Existo".

Tendo começado a cantar aos onze anos, com espetáculos pelo país, foi em 2009 que se decidiu pelo fado, fazendo parte do elenco residente da casa Janelas do Fado, no Porto.

Atuou em Londres e em Barcelona, como fadista residente em casas locais de fado, e tem efetuado digressões, desde 2011, a França, Suíça, Alemanha, Bélgica, Luxemburgo e Espanha.

À Lusa, a fadista sentenciou: "Quero sentir-me livre para criar, e entrego-me à minha intuição, sem quaisquer outras pretensões, muito menos comerciais".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório