Meteorologia

  • 15 DEZEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

Ministro turco vincula observadores internacionais a grupos terroristas

O ministro da Justiça turco, Bekir Bozdag, questionou hoje a objetividade dos observadores internacionais que deram conta de irregularidades no referendo de domingo, levantando a possibilidade de trabalharem para "organizações terroristas".

Ministro turco vincula observadores internacionais a  grupos terroristas
Notícias ao Minuto

11:53 - 20/04/17 por Lusa

Mundo Referendo

"Será que a OSCE fez o seu trabalho ao serviço de organizações terroristas? O relatório preliminar da OSCE não é objetivo", declarou Bozdag sobre a avaliação realizada pelos observadores da Organização para a Cooperação e Segurança na Europa, que a Turquia integra.

Tanto os observadores da OSCE, como os da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa consideraram que a consulta, em que foi aprovado o reforço dos poderes do Presidente Recep Tayyip Erdogan, não respeitou os padrões democráticos e que se registaram irregularidades na contagem dos votos.

"Por favor, verifiquem a relação que existe entre os observadores enviados à Turquia e o DHKP-C, FETO e outras organizações terroristas", disse Bozdag numa referência a um grupo ilegal de extrema-esquerda e à confraria do clérigo islamita Fethullah Gulen, à qual é atribuída a tentativa de golpe de Estado de julho na Turquia.

A agência semi-estatal Anadolu assegurou hoje que um dos observadores do Conselho da Europa, o deputado dinamarquês Nikolaj Villumsen, participou em 2014 numa campanha de recolha de fundos para o YPG, milícia curda da Síria, que o Governo turco considera um grupo terrorista emanado do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK).

O "Sim" ao reforço dos poderes do Presidente turco venceu o referendo de domingo com 51,4%, de acordo com uma contagem provisória divulgada pelos 'media' oficiais turcos.

A oposição turca denunciou "manipulações" no escrutínio e contestou a decisão do conselho eleitoral de considerar como válidos os boletins de voto não marcados com o selo oficial, mas o seu recurso para anulação dos resultados da consulta foi rejeitado pelas autoridades eleitorais.

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório