Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
19º
MIN 17º MÁX 25º

Autoridades suíças constatam primeiros cibertaques antes de cimeira

As autoridades suíças registaram hoje "como esperado" os primeiros ciberataques relacionados com a organização pelo país alpino da Conferência de Paz na Ucrânia, a decorrer no fim de semana.

Autoridades suíças constatam primeiros cibertaques antes de cimeira
Notícias ao Minuto

12:03 - 13/06/24 por Lusa

Tech Cimeira

"Estes ataques são esperados e não existe atualmente qualquer perigo agudo", declarou o Gabinete Federal de Cibersegurança num comunicado de imprensa, sem atribuir a origem dos ataques.

Estes ataques, também conhecidos pelo acrónimo DDoS ('Distributed Denial of Service'), "resultaram em pequenas interrupções dentro do intervalo de tolerância definido. O funcionamento das unidades afetadas não foi significativamente perturbado", declarou o Gabinete.

Com este tipo de ciberataques, "os hacktivistas pretendem lançar manobras perturbadoras no ciberespaço para difundir a sua mensagem política e chamar a atenção", acrescentaram as autoridades suíças, que já tinham indicado que esperavam tentativas do género.

Dezenas de líderes mundiais vão reunir-se na Suíça, no sábado e no domingo, com o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, para uma cimeira concebida como um "primeiro passo" para encontrar uma via para a paz na Ucrânia, na presença de pouco menos de uma centena de países e organizações internacionais, mas sem a Rússia e a China.

O objetivo da cimeira, solicitado por Kyiv, é "inspirar um futuro processo de paz", mas o resultado da reunião permanece incerto.

A Ucrânia espera obter um amplo apoio internacional ao definir as condições que considera necessárias para um processo de paz.

Leia Também: Microsoft assinala mês do Pride com campanha 'Radical Joy'

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório