Meteorologia

  • 19 MAIO 2024
Tempo
20º
MIN 12º MÁX 21º

'The Jinx - Parte 2' mostra como pessoas podem seguir alguém perigoso

A série documental que ajudou a resolver um homicídio congelado desde 2000, 'The Jinx', regressa hoje à HBO Max para uma segunda parte em que o realizador Andrew Jarecki mostra o que se seguiu às revelações bombásticas sobre o milionário Robert Durst. 

'The Jinx - Parte 2' mostra como pessoas podem seguir alguém perigoso
Notícias ao Minuto

14:25 - 22/04/24 por Lusa

Tech HBO Max

Em seis episódios, 'The Jinx - Parte 2' procura cúmplices e responsabilidades após a série original ter desvendado, em 2015, os segredos do milionário nova-iorquino, que viria a ser condenado por homicídio na sequência do documentário. 

"O tema da cumplicidade está na minha mente o tempo todo, quando olho para o estado do mundo", disse o realizador Andrew Jarecki, numa conferência de imprensa em que a Lusa participou. "As pessoas dizem eu não estava lá, eu não fiz as coisas más. Eu não votei naquilo", continuou. "É por essa razão que isto me prende. Creio que estamos num momento muito perigoso na América, e um tipo como Bob Durst dá-nos muita informação sobre como as pessoas seguem os passos de alguém que é perigoso". 

Na parte um, referiu, toda a gente está a falar sobre um conjunto histórico de factos. "A segunda parte está a acontecer no momento. Estamos a seguir os desenvolvimentos, começando quando ele é preso na véspera da exibição do último episódio de 'The Jinx'", explicou. "Por isso, a urgência e o nível de ansiedade para muitos dos envolvidos são muito maiores".

Foi Robert Durst quem procurou originalmente Andrew Jarecki depois de este ter realizado um filme sobre a sua vida, 'All Good Things', em que o milionário misterioso é interpretado pelo ator Ryan Gosling. 

Durst dispôs-se a dar uma série de entrevistas em que acabou por ser confrontado por provas que o ligavam ao homicídio da sua amiga Susan Berman em 2000. Havia também suspeitas de que esteve por trás do desaparecimento da sua mulher Kathie em 1982 e que, embora ilibado quando matou um vizinho em 2001, o tiroteio não teria acontecido como foi relatado. 

Quando estava sozinho numa casa de banho, mas com o microfone ainda ligado, Durst disse para si mesmo: "Aí está. Foste apanhado". 

A série documental motivou a detenção e acusação de Durst, dando aos procuradores material suficiente para conseguir a condenação do milionário pelo homicídio de Susan Berman. Aos 78 anos, foi sentenciado a prisão perpétua mas morreu pouco depois do encarceramento. 

"Não sei se alguma vez houve outra situação em que cineastas estão a trabalhar num filme e descobrem evidências que vão provar que alguém cometeu um, dois, três homicídios", salientou Andrew Jarecki. "Por isso queríamos ter as câmaras a rolar em tudo o que pudesse ser interessante para nós", continuou, explicando como a Parte Dois aconteceu. 

Agora, os cineastas debruçam-se sobre quem ajudou Robert Durst, que tentou fugir à justiça, revelam material oculto, mostram chamadas do milionário na prisão, entrevistas inéditas -- e como a sua morte em 2022 mudou a direção da série documental. 

"A morte dele desencadeou várias ações legais, que cobrimos de forma extensa", explicou o produtor executivo Zac Stewart-Pontier. "Na verdade, reanimou algo que estava a estagnar em termos narrativos. Teve um impacto profundo no filme". 

Jarecki admitiu que a morte o entristeceu e que, de certa forma, se sentiu incomodado por ter sido responsável pelo encarceramento do milionário, mesmo com a sua culpabilidade. 

"A coisa mais incrível é que quando o Bob me telefonou no início, ele sabia que tinha assassinado três pessoas", frisou. "Ele não estava apenas a ligar a um cineasta para dizer, 'hey, fui mal-entendido'. Na sua cabeça, esta era uma história de exoneração". 

Durst, acredita Jarecki, sentia-se maltratado porque nunca fora condenado pelos homicídios mas a suspeita permanecia como uma nuvem negra sobre a sua vida. "Por isso, sempre vi esta estranha inocência no Bob quando ele estava a fazer estas coisas horríveis", afirmou. 

O realizador também considerou que o milionário condenado não é semelhante a um assassino em série como Jeffrey Dahmer. "Não acho que o Bob queria matar estas pessoas, que fosse um assassino com sede de sangue", opinou.

Jarecki disse que esta Parte Dois é "muito reveladora sobre os seres humanos", sobre a cumplicidade e aqueles que assobiaram para o lado e permitiram que um poderoso magnata do imobiliário escapasse à responsabilidade pelos seus atos. 

O original da HBO 'The Jinx - Parte 2' estreia-se hoje no HBO Max Portugal, seguindo-se a 'The Jinx: The Life and Deaths of Robert Durst', de 2015, que venceu vários prémios no ano seguinte.

Leia Também: HBO Max será (só) Max. Saiba os preços dos novos planos de subscrição

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório