Meteorologia

  • 25 MAIO 2024
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 25º

Virgin Galactic regressou ao Espaço após um hiato de quase dois anos

Uma nave da empresa de turismo espacial Virgin Galactic chegou ao espaço esta quinta-feira pela primeira vez em quase dois anos, revelou a empresa fundada pelo bilionário Richard Branson.

Virgin Galactic regressou ao Espaço após um hiato de quase dois anos
Notícias ao Minuto

07:24 - 26/05/23 por Lusa

Tech Espaço

O voo, que é o quinto da empresa a cruzar a fronteira do espaço, foi o teste final antes do início das operações comerciais.

Agora anunciados para o final de junho, estes serviços são esperados há anos e cerca de 800 clientes já adquiriram os seus bilhetes.

O programa espacial da Virgin Galactic sofreu anos de atrasos, principalmente por causa de um acidente em 2014, que causou a morte de um piloto.

Depois, após o voo espacial ter transportado o próprio britânico Richard Branson em julho de 2021, a empresa anunciou uma pausa, dedicada a melhorar o seu equipamento.

Esta pausa durou muito mais tempo do que o planeado originalmente.

Esta quinta-feira, a missão denominada Unity 25 ocorreu a partir da base do Spaceport America, no deserto do Novo México (sudoeste).

A tripulação era constituída por funcionários da Virgin Galactic.

"Olhar para o nosso belo planeta lá de cima, algo que tão poucos humanos foram capazes de fazer, foi uma experiência solene, que me encheu de humildade e admiração", sublinhou um dos tripulantes, Christopher Huie, citado num comunicado da empresa.

"Como um dos primeiros vinte negros a ir ao espaço, espero poder inspirar a próxima geração de astronautas", acrescentou.

Um enorme avião transportador, o VMS EVE, descolou às 09:15 (15:15 de Lisboa), de uma pista convencional, com dois pilotos nos comandos.

Em seguida, o avião transportador largou a nave, chamada VSS Unity, que parece um grande jato particular, com quatro passageiros e novamente dois pilotos a bordo.

A nave ligou o motor até ultrapassar os 87 quilómetros de altitude, sendo que segundo o Exército norte-americano, a definição de espaço é a partir do 80 quilómetros.

A descida até ao pouso na pista, feito como uma aeronave convencional, ocorreu pelas 10:37.

No total, a viagem proposta oferece apenas cerca de dez minutos no espaço, mas os passageiros podem soltar-se e flutuar em gravidade zero.

O primeiro voo comercial, batizado de Galactic 01, será feito com a Força Aérea italiana.

Entre 2005 e 2014, a Virgin Galactic vendeu cerca de 600 passagens espaciais, por um preço entre 200.000 e 250.000 dólares (entre os cerca de 187.000 e 233.000 euros). Mais 200 foram vendidos nos últimos anos, por 450.000 dólares (cerca de 420.000 euros) cada.

A Virgin Galactic concorre com a empresa do bilionário Jeff Bezos, a Blue Origin, que também oferece voos suborbitais curtos e já enviou 32 pessoas ao espaço.

Mas desde um acidente em setembro de 2022, durante um voo não tripulado, o seu foguete tem estado em terra.

A Blue Origin prometeu em março retomar os voos espaciais "em breve".

Leia Também: Rover Perseverance partilhou paisagem especial de Marte

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório