Meteorologia

  • 19 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Epic Games não castigará jogadores por apoiarem protestos de Hong Kong

O CEO da Epic Games promete uma atitude diferente da demonstrada pela Activision Blizzard.

Epic Games não castigará jogadores por apoiarem protestos de Hong Kong

A Blizzard tem estado debaixo de fogo depois de banir um jogador por expressar apoio aos protestos de Hong Kong. Os críticos apontam que o posicionamento da empresa está relacionado com o facto de a gigante tecnológica Tencent deter cerca de 5% da Activision Blizzard, um argumento que parece colocado de parte pelas declarações do CEO da Epic Games, Tim Sweeney.

É importante recordar que a Epic Games, empresa responsável por sucessos como ‘Fortnite’, é parcialmente detida pela Tencent, mais precisamente 40%. Porém, esta fatia parece não ser suficiente para impedir Sweeney de vir a público manifestar o desejo de respeitar as opiniões políticas dos jogadores. “Nunca acontecerá enquanto fundador e CEO e acionista maioritário”, afirmou Sweeney num ‘tweet’ (abaixo).

“A Epic apoia o direito de todos em expressar as suas opiniões no que diz respeito a política e direitos humanos. Não baniríamos ou castigaríamos um jogador de ‘Fortnite’ ou moderador de conteúdo por falar sobre estes assuntos”, pode ler-se no comunicado lançado posteriormente pela Epic Games.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório