Meteorologia

  • 23 SETEMBRO 2019
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 24º

Edição

"Estado social está na origem deste grande falhanço"

Medina Carreira voltou a tecer duras críticas ao actual estado da política nacional. No seu espaço de comentário na TVI 24, o jurista defendeu que a mais recente crise política “nasceu da coligação entre políticas orçamentais”, não deixando de atribuir a culpa aos partidos, mas não só aos que pertencem ao Governo.

"Estado social está na origem deste grande falhanço"

No seu espaço semanal, Medina Carreia começou por enquadrar no tempo a actual crise política. O comentador defendeu que são vários os factores que dão origem a uma crise política, mas salientou que “esta terceira crise é de longe a mais grave, é diferente”.

O jurista defendeu que o abalo existente dentro do Executivo de Pedro Passos Coelho teve origem em “políticas orçamentais”, onde, frisou, “as despesas foram crescendo a um ritmo muito alto enquanto a economia estacionou”.

Quando questionado sobre possíveis culpados para esta situação, Medina Carreira foi geral na sua resposta: “os partidos políticos não perceberam”. O comentador sublinhou que as dificuldades económicas do País têm-se arrastado ao longo dos anos. “Esta política de despesas excessiva para a economia tem décadas, não é do último Governo”.

“O estado social esta em grande parte na origem deste grande falhanço. Os partidos políticos não perceberam. (…) Os partidos continuaram a patrocinar despesas, extremamente rápidas a crescer, com uma economia que estaciona”, voltou a referir.

“Este gravíssimo problema coloca os partidos no centro das preocupações. Os partidos ajudaram a piorar tudo”, disse.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório