Publicação de presidente do PSD de Caminha sobre Soares indigna PS

Para a social-democrata de Caminha "fazer de Mário Soares um santo é demais". PS reage classificando as declarações de "mesquinhez" e "ignorância".

Política Polémica

Publicação de presidente do PSD Caminha sobre Mário Soares indigna PS © Facebook

Publicação de presidente do PSD Caminha sobre Mário Soares indigna PS © Global Imagens

1 / 2
Publicação de presidente do PSD Caminha sobre Mário Soares indigna PS

Publicação de presidente do PSD Caminha sobre Mário Soares indigna PS © Facebook

1 / 2
© Global Imagens

A presidente do PSD Caminha, Liliana Silva, fez uma publicação no seu Facebook (ver na galeria acima) onde deixou críticas à forma como muitos elogiam Mário Soares.

PUB

"Desculpem lá, mas tudo o que é demais... é moléstia", começou por escrever a social-democrata, concretizando de seguida: "Ouvir um primeiro-ministro não eleito pelo povo (mas por uma concertação de Esquerda em secretaria) usar 10 minutos da palavra para adjetivar um homem com qualidades (...) é demais".

E continua: "Fazer dele [Mário Soares] quase um santo, quando o senhor em muitos momentos não teve respeito por milhares de portugueses, principalmente com os nossos retornados ('atirem-nos aos tubarões', como se lembram) já é demais".

"Preste-se a homenagem, dê-se as condolências aos familiares e amigos mas não queiramos fazer um reset na memória das pessoas", termina a social-democrata.

Ora, tal posição do PSD indignou o PS da região que apelida as declarações de Liliana Silva como uma "demonstração cabal de uma forma de estar na política que esquece o passado, desonra a atividade cívica e valoriza a mesquinhez".

"A Presidente do PSD de Caminha nasceu depois do 25 de abril, Mário Soares viveu mais tempo em ditadura do que em democracia", começa por argumentar o PS, num extenso comunicado que fez chegar às redações, sublinhando que Liliana Silva foi eleita vereadora "porque homens como Mário Soares combateram as trevas do fascismo e o terror da guerra".

"A presidente do PSD de Caminha pode não ter votado no político fixe que nunca se escondia, não pode é esquecer que Mário Soares foi, entre vários cargos, deputado, eurodeputado, ministro, primeiro-ministro e Presidente da República de Portugal, o primeiro Presidente da República de todos os portugueses", lê-se ainda na nota, onde são igualmente lembrados os feitos de Mário Soares, "um político solidário, carismático e brilhante".

Por tudo isso, o PS Caminha não poupa nas críticas à social-democrata, acusando-a de "ignorância e mesquinhez" por ter manifestado "moléstia" enquanto se prestavam as últimas homenagens a Mário Soares. "Às vezes precisamos de ser confrontados com declarações com estas para percebermos que a luta continua! Sempre continuará enquanto a liberdade estiver em causa! Em Caminha, em Portugal ou em qualquer canto do mundo", remata.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser