Vereadora do PS renuncia ao cargo na Câmara de Vila Nova de Poiares

A vereadora socialista Zita Cação renunciou ao mandato na Câmara de Vila Nova de Poiares por motivos pessoais e familiares, anunciou hoje a autarquia.

© Global Imagens
Política Zita Cação

Em comunicado, o município presidido por João Miguel Henriques, eleito pelo PS, no distrito de Coimbra, refere que a psicóloga alegou razões "única e simplesmente do foro pessoal, familiar e profissional" para sair do executivo a menos de um ano das autárquicas de 2017.

PUB

Com a renúncia de Zita Cação, diretora de recursos humanos numa empresa local com cerca de 300 trabalhadores, que produz luvas para a indústria e vocacionada para a exportação, o lugar de vereador será ocupado por João Pereira.

Zita Cação, que não tinha pelouros atribuídos, comunicou a sua saída na última sessão da Câmara Municipal, em que teceu "duras críticas à atuação do PSD ao longo de todo o mandato", segundo a nota da autarquia.

"Já não tenho condições de tempo para poder honrar o compromisso que me foi atribuído pelo povo de Vila Nova de Poiares. Em consciência e com o maior respeito por quem me elegeu, devo dar a vez a quem tenha tempo e possa dedicar-se mais do que eu à causa pública", refere a agora ex-vereadora no documento apresentado na reunião.

Num executivo com cinco membros, os dois vereadores do PSD "estiveram sempre contra todas as medidas" de recuperação financeira do município, lamentou.

O PS ganhou pela primeira vez as eleições locais em Vila Nova de Poiares, em 2013, depois de a Câmara ter sido liderada durante 37 anos por Jaime Soares, do PSD, que ascendeu à presidência em 1976, após ter integrado a Comissão Administrativa Municipal, na sequência da revolução do 25 de Abril de 1974.

João Miguel Henriques já assumiu que vai recandidatar-se pelo PS à presidência da Câmara, em 2017.

 

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS