Meteorologia

  • 20 AGOSTO 2019
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

Marisa Matias deixa aviso à Troika: "Não há mais por onde flexibilizar"

A candidata presidencial apoiada pelo BE, Marisa Matias, disse hoje acreditar que a recomendação da 'troika' relativa ao mercado laboral "esbarre na porta, porque não há mais por onde flexibilizar".

Marisa Matias deixa aviso à Troika: "Não há mais por onde flexibilizar"
Notícias ao Minuto

17:28 - 18/01/16 por Lusa

Política Presidenciais

À margem de uma visita à Escola Básica de Lagos, em Vila Nova de Gaia, Marisa Matias foi questionada pelos jornalistas sobre notícias avançadas hoje que dão conta de 18 medidas defendidas pela 'troika'(Banco Central Europeu, Comissão Europeia e Fundo Monetário Internacional), cuja missão estará de volta a Lisboa a 27 de janeiro, numa terceira avaliação pós-programa de assistência económico-financeira.

"Não há mais por onde flexibilizar, não é esse o caminho e, portanto, acredito profundamente que essa recomendação esbarre na porta, porque não há mais para flexibilizar. O que há é recuperar os direitos laborais que foram retirados, recuperar os direitos de contratação coletiva. Isso sim é o que há a fazer no país", respondeu, quando questionada concretamente sobre a recomendação de flexibilização do mercado laboral.

Na opinião de Marisa Matias, "já se flexibilizou tudo" e "já nem sequer é proibido um despedimento coletivo", mas Portugal só tem tido "mais desemprego e nenhuma melhoria nesse campo".

"Qualquer dia, muito provavelmente, o que vão pedir é que as pessoas paguem para ser despedidas", vincou.

Questionada sobre se esta rejeição à recomendação deveria ser adotada pelo Governo liderado por António Costa, a concorrente a Belém foi perentória: "essa é a posição que serve o país".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório