Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 25º

IL debate estatutos e programa em convenção não eletiva de 5 a 7 de julho

A IL vai aprovar os novos estatutos e o programa político na VIII Convenção Nacional, uma reunião magna não eletiva e aberta a todos os membros que decorrerá em Santa Maria da Feira entre 5 e 7 de julho.

IL debate estatutos e programa em convenção não eletiva de 5 a 7 de julho
Notícias ao Minuto

15:24 - 22/06/24 por Lusa

Política Iniciativa Liberal

Esta Convenção Nacional que não mudará nada na liderança dos liberais já esteve marcada para dezembro do ano passado, mas o partido decidiu adia-la devido às eleições legislativas antecipadas para que estivesse focado no novo ciclo eleitoral.

Segundo a informação enviada hoje à comunicação social pelo partido liderado por Rui Rocha, a VIII Convenção Nacional da IL decorre nos dias 5, 6 e 7 de julho, no Europarque, em Santa Maria da Feira.

"Uma Convenção universal, aberta à participação de todos os membros, que irá aprovar os novos estatutos e o programa político do partido", pode ler-se ainda.

Segundo o programa disponibilizado, o primeiro momento desta reunião magna será um jantar temático na sexta-feira à noite, 05 de julho, com o presidente do partido, Rui Rocha.

No sábado, o dia arranca com aquilo que o partido designou por "Breakout Rooms", que serão salas com debates temáticos, estando para as 11:00 marcado o início dos trabalhos com a sessão plenária de membros.

Para a hora do almoço está previsto o discurso de Rui Rocha, seguindo-se depois do almoço de novo a sessão plenária de membros.

A tarde prossegue com as salas com debates temáticos e a sessão plenária, que também prosseguirá depois do jantar.

No domingo, 07 de julho, repete-se a alternância entre a sessão plenária e as salas com debates temáticos, estando o encerramento, que será feito pelo presidente do partido, marcado para as 16:00.

Apesar do adiamento determinado em novembro, ficou então decidido que não poderiam entrar novos projetos globais de alteração aos estatutos.

Assim, estarão em discussão e votação os dois projetos que já existem e são do conhecimento dos membros.

Um deles foi aprovado pelo Conselho Nacional na sequência da proposta do Grupo de Trabalho Estatutário e um outro foi proposto pela iniciativa "Estatutos + liberais", que tem entre os porta-vozes o antigo candidato às eleições presidenciais apoiado pela IL Tiago Mayan Gonçalves e o primeiro presidente liberal, Miguel Ferreira da Silva.

Na última convenção, ambos apoiaram para a liderança da IL a então deputada Carla Castro -- que entretanto deixou o partido -, numa reunião magna crispada e muito dividida que escolheu Rui Rocha como sucessor de João Cotrim Figueiredo.

Cerca de um mês depois das legislativas antecipadas de março - quando a IL manteve os mesmos oito deputados e teve mais cerca de 46 mil votos, mas falhou o objetivo eleitoral que tinha sido fixado por Rui Rocha - Tiago Mayan Gonçalves apresentou, sob o lema "Unidos pelo liberalismo", um manifesto "de coragem, inovação e liberdade", cuja primeira promessa é "refundar o partido em valores e princípios liberais".

Nessa altura, o antigo candidato às eleições presidenciais Tiago Mayan Gonçalves disse que, quando houver eleições na IL, estaria pronto para encabeçar uma candidatura à liderança, apresentando juntamente com duas centenas de liberais este manifesto para refundar o partido.

Nas recentes eleições europeias, o antigo líder da IL e cabeça de lista, João Cotrim de Figueiredo, foi o primeiro deputado do partido na Assembleia da República, em 2019, e repetiu agora o feito para o Parlamento Europeu.

Leia Também: Portugal vai receber congresso do partido liberal europeu

Recomendados para si

;
Campo obrigatório