Meteorologia

  • 21 JULHO 2024
Tempo
21º
MIN 17º MÁX 25º

Mãe das gémeas é a próxima a ser ouvida na comissão de inquérito

António Lacerda Sales foi o primeiro a ser ouvido na comissão parlamentar de inquérito ao caso das gémeas.

Mãe das gémeas é a próxima a ser ouvida na comissão de inquérito
Notícias ao Minuto

20:05 - 17/06/24 por Notícias ao Minuto com Lusa

Política CPI

Após a audição do ex-secretário de Estado Adjunto e da Saúde António Lacerda Sales no Parlamento, esta segunda-feira, a mãe das crianças, Daniela Martins, deve ser ouvida já na sexta-feira, "em princípio por videoconferência".

Em relação ao pai, não está agendada qualquer audição, uma vez que o Parlamento ainda não teve resposta, referiu o presidente da Comissão Parlamentar, o deputado Rui Paulo Sousa, do Chega, em declarações à Lusa. 

As audições da comissão de inquérito sobre o caso das gémeas tratadas no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, com um medicamento que tem um custo de dois milhões de euros por pessoa, arrancaram esta segunda-feira, com o depoimento do ex-secretário de Estado Adjunto e da Saúde António Lacerda Sales.

Os trabalhos vão decorrer até 26 de julho, sendo suspensos durante o mês de agosto, e retomam no dia 10 de setembro.

Quem mais será ouvido?

Constituída por 17 deputados, a comissão terá quatro meses para concluir o seu trabalho.

Na reunião de 4 de junho, a comissão definiu que as audições deverão acontecer pelo menos duas vezes por semana, aprovando os pedidos de depoimento do Presidente da República e do seu filho Nuno Rebelo de Sousa, além do chefe da Casa Civil da Presidência da República, Fernando Frutuoso de Melo, e da assessora do chefe de Estado para os assuntos sociais, Maria João Ruela.

No caso do Presidente da República, segundo o regime jurídico dos inquéritos parlamentares, poderá depor por escrito.

Além de chamar os pais das gémeas, para começarem a ser ouvidos na sexta-feira, a comissão ainda aprovou, entre outras, as audições da jornalista Sandra Felgueiras, da ex-ministra da Justiça Catarina Sarmento e Castro, da ex-secretária de Estado das Comunidades Portuguesas Berta Nunes e da ex-presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte e atual ministra da Saúde, Ana Paula Martins.

Numa fase inicial, a comissão comprometeu-se em ouvir Lacerda Sales, os pais das gémeas (primeiro o pai e depois a mãe), o advogado da família, a presidente do Instituto dos Registos e Notariado, Filomena Rosa, Catarina Sarmento e Castro e Berta Nunes, por causa do processo de naturalização das crianças.

Leia Também: "Bode expiatório" e "arguido". O que disse Lacerda Sales sobre as gémeas

Recomendados para si

;
Campo obrigatório