Meteorologia

  • 19 JUNHO 2024
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 21º

Candidato do ADN na Madeira realça que "ficou tudo como estava"

O resultado eleitoral do ADN/Madeira ficou aquém das expectativas do principal candidato a deputado regional pelo partido, Miguel Pita, destacando que, após as suspeitas de corrupção que fizeram cair o Governo regional, ficou tudo na mesma na Madeira.

Candidato do ADN na Madeira realça que "ficou tudo como estava"
Notícias ao Minuto

06:29 - 27/05/24 por Lusa

Política Madeira

Apesar do aumento do número de votos, Miguel Pita destacou que o resultado do ADN na região autónoma ficou "aquém das expectativas".

O candidato realçou que a vontade do povo é soberana, mas frisou que, depois de suspeitas de corrupção que levaram à queda do Governo de Miguel de Albuquerque e à realização de eleições no domingo, "ficou tudo como estava".

"Houve um avião que aterrou na Madeira e supostamente havia um processo de corrupção. E o processo de corrupção, pelos vistos os madeirenses e os porto-santenses acharam que está bem como está, está bom, não é preciso haver nenhuma investigação do Ministério Público, nem nada que se pareça, e voltaram a repetir os mesmos votos de setembro do ano passado", disse.

"Isto só demonstra que realmente o povo, o eleitorado, é soberano nas suas decisões e só nos resta realmente aceitar e esperar que daqui a oito meses nós estejamos novamente a votar", acrescentou.

O ADN/Madeira obteve no domingo 772 votos, que representam 0,57% da votação total, quando em 2023 tinha obtido, de acordo com os resultados definitivos, 617 (0,47%).

O PSD venceu hoje as eleições legislativas regionais antecipadas da Madeira, falhando por cinco deputados a maioria absoluta, quando estão apuradas todas as freguesias, segundo dados oficiais provisórios.

De acordo com informação disponibilizada pela Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (MAI), os sociais-democratas obtiveram 36,13% dos votos (49.103 votos) e 19 lugares no parlamento regional, constituído por um total de 47 deputados.

Em segundo lugar, o PS conseguiu 11 eleitos (21,32% do total), seguindo-se o JPP, com nove (16,89%), o Chega, com quatro (9,23%), o CDS-PP, com dois (3,96%), e a IL (com 2,56%) e o PAN (1,86%), com um deputado cada.

Saem da Assembleia Legislativa, em relação à anterior composição, o BE e a CDU.

A maioria absoluta requer 24 assentos.

Leia Também: IL indisponível para qualquer "entendimento" com PSD ou PS na Madeira

Recomendados para si

;
Campo obrigatório