Meteorologia

  • 20 MAIO 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 21º

Puzzle do Governo montado. Todas as peças do Executivo de Luís Montenegro

Após a tomada de posse dos secretários de Estado, que está marcada para as 18h00 desta sexta-feira, no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, o elenco governativo estará completo.

Puzzle do Governo montado. Todas as peças do Executivo de Luís Montenegro
Notícias ao Minuto

09:00 - 05/04/24 por Daniela Filipe

País Governo

Depois de, na terça-feira, o primeiro-ministro e os 17 ministros do XXIV Governo Constitucional terem tomado posse no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, eis que chegou o 'Dia D' para os secretários de Estado. No mesmo local e à mesma hora, os restantes 41 membros do elenco governativo minoritário de Luís Montenegro, cujos nomes foram ontem dados a conhecer, serão empossados pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, esta tarde de sexta-feira. Mas, afinal, quem é quem?

No total, o Governo liderado por Luís Montenegro contará com 59 membros, - o mesmo número de elementos do primeiro Executivo de António Costa -, entre os quais 17 mulheres como secretárias de Estado, que se juntam às sete ministras anteriormente anunciadas.

Há, inclusivamente, dois ministérios totalmente compostos por mulheres, nomeadamente o da Justiça e o da Saúde.

Ao contrário do ex-chefe de Governo, que tinha quatro secretários de Estado na sua direta dependência no final do XXIII Governo Constitucional, Luís Montenegro não terá nenhum.

Saliente-se ainda que dos 80 deputados eleitos pelo Partido Social Democrata (PSD) e CDS-PP, 16 integrarão o XXIV Governo Constitucional, somando os sete que já tinham tomado posse como ministros e os nove indicados na quinta-feira para secretários de Estado.

Eis o 'puzzle' do XXIV Governo Constitucional:

Primeiro-ministro - Luís Montenegro

Luís Filipe Montenegro Cardoso de Morais Esteves, 51 anos, nasceu no Porto, mas viveu sempre em Espinho, na região de Aveiro, e é advogado de profissão.

O 19.º presidente do PSD vai assumir a liderança do Governo nove anos depois de o partido ter deixado o poder, em 2015, sem ter tido experiência executiva, embora já tenha dito publicamente que recusou por três vezes ocupar cargos no Governo (com Santana Lopes e duas com Passos Coelho) por razões familiares.

Ministro de Estado e de Negócios Estrangeiros - Paulo Rangel

Esta será a primeira experiência como ministro de Paulo Rangel que, aos 56 anos, já foi líder parlamentar do PSD, candidato por duas vezes à presidência do partido e, entre 2004 e 2005, secretário de Estado Adjunto do ministro da Justiça, José Pedro Aguiar-Branco, durante os cerca de seis meses do Governo PSD/CDS-PP chefiado por Pedro Santana Lopes.

Secretária de Estado dos Assuntos Europeus - Inês Carmelo Rosa Calado Lopes Domingos

Inês Lopes, deputada entre 2015 e 2019 e eleita em terceiro lugar, no passado dia 10 de março, pela Aliança Democrática (AD) no círculo de Aveiro, foi assessora económica do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, entre 2021 e 2024. Na Assembleia da República, teve assento nas comissões parlamentares de Finanças e de Assuntos Europeus.

Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação - Nuno Ricardo Ribeiro de Carvalho de Azevedo Sampaio

Nuno Sampaio, que ocupará a pasta dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, foi consultor da Casa Civil do Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa e assessor para os Assuntos Políticos desde 2016. Antes, foi assessor para os Assuntos Parlamentares e Autarquias Locais da Casa Civil na Presidência de Aníbal Cavaco Silva, entre 2006 e 2016. O novo secretário de Estado é docente universitário e investigador e tem um doutoramento e mestrado em Ciência Política e Relações Internacionais.

Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas - José de Almeida Cesário

José Cesário foi secretário-geral adjunto do PSD de 1988 a 1990, secretário da Mesa da Assembleia da República na VI e VIII legislaturas e vice-presidente do grupo parlamentar social-democrata na XIII Legislatura.

Licenciado em Administração e Gestão Escolar através de Diploma de Estudos Superiores Especializados, foi professor do Ensino Básico, membro da Direção do Sindicato de Professores da Zona Centro e fundador da Associação Nacional de Professores do Ensino Básico.

Assuntos Europeus saem da esfera do primeiro-ministro e regressam ao MNE

Assuntos Europeus saem da esfera do primeiro-ministro e regressam ao MNE

Os Assuntos Europeus regressam à dependência do Ministério dos Negócios Estrangeiros e serão assumidos por Inês Domingos, ex-assessora económica da Presidência, enquanto o ex-consultor da Casa Civil Nuno Sampaio ficará com os Negócios Estrangeiros e Cooperação, segundo informação oficial.

Lusa | 23:06 - 04/04/2024

Ministro de Estado e das Finanças - Joaquim Miranda Sarmento

Aos 45 anos, Joaquim Miranda Sarmento foi presidente do Conselho Estratégico Nacional na anterior direção do PSD de Rui Rio, que durante a campanha para as legislativas de 2019 o chegou a apelidar de "seu Mário Centeno", numa alusão ao então ministro das Finanças do Governo do PS, hoje governador do Banco de Portugal.

Assessor económico no segundo mandato do ex-Presidente da República Cavaco Silva, Joaquim Miranda Sarmento continuou na primeira linha política na transição entre Rio e Luís Montenegro, ao coordenar a moção de estratégia do atual líder social-democrata na disputa da liderança contra Jorge Moreira da Silva. Miranda Sarmento assumiria depois a presidência da bancada parlamentar do PSD, cargo que ocupou desde julho de 2023 e até agora.

Secretário de Estado do Orçamento - José Maria Gonçalves Pereira Brandão de Brito

José Maria Brandão Brito era, até agora, economista-chefe do Millennium bcp, onde era responsável pela Direção de Estudos Económicos, Criptoativos e Sustentabilidade. Doutorado em economia, o sucessor de Sofia Batalha trabalhou no Banco de Portugal entre 2001 e 2006.

Secretária de Estado dos Assuntos Fiscais - Cláudia Maria dos Reis Duarte Melo de Carvalho

Cláudia Reis Duarte, que é licenciada em Direito e pós-graduada em Fiscalidade, é docente universitária (onde deu cadeiras de IRC e Contencioso Tributário) e consultora na Uría Menéndez - Proença de Carvalho, sociedade onde se dedicou à área do Direito Fiscal e essencialmente na área do contencioso tributário.

Secretário de Estado do Tesouro e das Finanças - João Alexandre da Silva Lopes

Licenciado em Direito e pós-graduado em Gestão, João Silva Lopes foi indicado, em 2013, técnico especialista no gabinete do ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia e conta passagens como advogado na M&A - Albergaria Silva & Associados, Sociedade de Advogados RL (2006-2013) ou consultor de impostos na Deloitte (2002 a 2003).

Secretária de Estado da Administração Pública - Marisa da Luz Bento Garrido Marques Oliveira

Marisa Garrido é licenciada em gestão de empresas. Foi vice-presidente do IAPMEI, diretora de Pessoas e Cultura, membro do Comité Transformação e da Comissão Ética do Grupo CTT (2020 a 2023), membro do Comité de Direção da DIA Portugal, diretora de Recursos Humanos na RTP (2008 a 2014), entre outras funções.

Finanças 'ganham' Administração Pública, mas mantêm secretarias de Estado

Finanças 'ganham' Administração Pública, mas mantêm secretarias de Estado

O Ministério das Finanças mantém quatro secretarias de Estado, juntando o Tesouro e as Finanças numa só, mas acrescentando a Administração Pública, segundo a lista de secretários de Estado aprovada hoje pelo Presidente da República.

Lusa | 23:46 - 04/04/2024

Ministro da Presidência - António Leitão Amaro

António Leitão Amaro, 43 anos, foi secretário de Estado da Administração Local no Governo PSD/CDS-PP liderado por Pedro Passos Coelho e é vice-presidente do PSD desde 2022, na direção de Luís Montenegro. O antigo deputado é docente de Finanças Públicas na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa e na Católica Global School of Law e presidente da Assembleia Municipal de Tondela.

Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros - Paulo José Martins Raposo Lopes Marcelo

Paulo Lopes Marcelo é advogado e docente universitário, mestre em Direito Europeu, e foi chefe de gabinete do ex-ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia e atual dirigente das Nações Unidas Jorge Moreira da Silva.

Secretário de Estado Adjunto e da Presidência - Rui Armindo da Costa Freitas

Rui Armindo Freitas, licenciado em Economia, é administrador de empresas do setor da comunicação social (do grupo Global Media) e era coordenador da área de Investimentos e Fundos estruturais do Conselho Estratégico Nacional (CEN) do PSD.

Ministro da Coesão Territorial - Manuel Castro Almeida

Manuel Castro Almeida foi secretário de Estado do Desenvolvimento Regional, com responsabilidade pelos Fundos Europeus entre 2013 e 2015, quando Pedro Passos Coelho era primeiro-ministro.

Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional - Hélder Manuel Gomes dos Reis

O docente universitário Hélder Manuel Gomes dos Reis conta com um mestrado em Economia Monetária e Financeira, tendo sido secretário de Estado Adjunto e do Orçamento e consultor para os Assuntos Económicos na Presidência da República.

Secretário de Estado da Administração Local - Hernâni Dias

Hêrnani Dias renunciou em março ao cargo de presidente da Câmara de Bragança, à frente da qual esteve mais de 10 anos e quando cumpria o terceiro e último mandato, para assumir as funções de deputado na Assembleia da República, mas vai agora fazer parte da equipa do ministro Adjunto e da Coesão Territorial. O professor de Português/Francês exerceu funções docentes em várias escolas do distrito de Bragança, nomeadamente na Escola Secundária de Moncorvo, Vinhais, Miranda do Douro, Vila Flor, Sendim, Vinhais e Mirandela.

Ministro dos Assuntos Parlamentares - Pedro Duarte

Pedro Duarte, 50 anos, é jurista e é atualmente quadro da Microsoft. Na direção do PSD de Luís Montenegro, assumiu o papel de coordenador do Conselho Estratégico Nacional (CEN), órgão consultivo da direção que preparou as bases do programa eleitoral do partido.

Secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Parlamentares - Carlos Eduardo Almeida de Abreu Amorim

Abreu Amorim, 60 anos, foi deputado entre 2011 e 2019 e vice-presidente da bancada durante as lideranças do grupo parlamentar de Luís Montenegro e Hugo Soares, tendo-se mostrado indisponível para se manter no cargo quando Rui Rio assumiu a presidência do PSD.

Secretário de Estado do Desporto - Pedro Miguel Pereira Dias

O gestor desportivo Pedro Dias foi diretor executivo da Federação Portuguesa de Futebol desde 2011, responsável pelas modalidades de Futsal e Futebol de Praia e coordenação da formação dos treinadores de futebol, futsal e de futebol de praia.

Ministro da Defesa Nacional - Nuno Melo

João Nuno Lacerda Teixeira de Melo, 58 anos, integrou a lista pelo círculo eleitoral do Porto e foi eleito deputado, marcando o regresso do CDS-PP à Assembleia da República depois de em 2022 ter perdido a representação parlamentar.

Advogado de profissão e líder do CDS-PP há dois anos, o centrista foi eurodeputado de 2009 a 2024, integrando o grupo do Partido Popular Europeu, lugar que deixou para assumir o lugar de deputado à XVI Legislatura, que se iniciou na terça-feira, uma vez que os dois mandatos são incompatíveis.

Secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional - Álvaro Castelo Branco

O vice-presidente do CDS-PP Álvaro Castelo Branco tem 62 anos, é licenciado em Direito e foi deputado centrista entre 1999 e 2009, regressando ao parlamento entre 2015 e 2019. Foi também vice-presidente da Câmara Municipal do Porto e Administrador das Águas de Portugal.

Secretária de Estado da Defesa Nacional - Ana Isabel Xavier

Ana Isabel Xavier é professora associada em Relações Internacionais na Universidade Autónoma de Lisboa e ISCTE, investigadora integrada no Centro de Estudos Internacionais e conferencista convidada da Academia da Força Aérea. Exerceu as funções de Subdiretora Geral de Política de Defesa Nacional (2015-2017), Presidente da Associação de Auditores dos Cursos de Defesa Nacional (2014-2016) e Presidente da Associação dos Jovens Auditores para a defesa, segurança e cidadania (2009-2013).

Era coordenadora do Conselho Estratégico Nacional (CEN) do PSD, órgão consultivo da direção que preparou as bases do programa eleitoral do partido, na área da Defesa Nacional. É ainda comentadora para os assuntos internacionais da RTP.

 Defesa volta a ter duas secretarias de Estado

Defesa volta a ter duas secretarias de Estado

O antigo deputado do CDS-PP Álvaro Castello-Branco e a docente e especialista em relações internacionais Ana Isabel Xavier são os dois novos secretários de Estado da Defesa, ministério liderado pelo presidente centrista, Nuno Melo.

Lusa | 23:19 - 04/04/2024

Ministra da Justiça - Rita Júdice

Filha do antigo bastonário da Ordem dos Advogados e antigo dirigente social-democrata da distrital de Lisboa do PSD, José Miguel Júdice, Rita Júdice licenciou-se em Direito pela Universidade Católica em 1997 e é especialista em direito do imobiliário.

A nova ministra era a coordenadora para a habitação do Conselho Estratégico Nacional do PSD e foi eleita deputada pela primeira vez nas legislativas de março, por Coimbra, distrito onde foi cabeça de lista pela Aliança Democrática (AD).

Secretária de Estado Adjunta e da Justiça - Maria Clara Figueiredo

Licenciada em Direito, Maria Clara Figueiredo foi juíza desembargadora no tribunal da Relação e exerceu funções de magistrada judicial.

Secretária de Estado da Justiça - Maria José Dias da Mota Magalhães de Barros

Maria José Barros é licenciada em Direito e diplomada em Administração Hospitalar pela Escola Nacional de Saúde Pública. A diretora da CUF Academic Center pertenceu ao Conselho de Administração do Centro Hospitalar de São João, além de ter sido diretora administrativa da Universidade Católica Portuguesa.

Ministra da Administração Interna - Margarida Blasco

Margarida Blasco foi diretora-geral do Serviço de Informações de Segurança entre 2004 e 2008 e Inspetora-Geral da Administração Interna (IGAI) entre 2012 e 2019.

Secretário de Estado da Administração Interna - Telmo Augusto Janes de Noronha Côrrea

Licenciado em Direito, o advogado e docente universitário Telmo Côrrea foi Ministro do Turismo no XVI Governo Constitucional e deputado à Assembleia da República.

Secretário de Estado da Proteção Civil - Paulo Simões Ribeiro

O advogado Paulo Simões Ribeiro é licenciado em Direito, tendo sido deputado nas XII, XIII e XVI Legislaturas e vereador na Câmara Municipal de Palmela.

Ministro da Educação, Ciência e Inovação - Fernando Alexandre

Economista e ex-secretário de Estado Adjunto da Administração Interna, Fernando Alexandre assumirá a pasta que substitui os Ministérios da Educação e do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior no Governo de Luís Montenegro.

Secretário de Estado Adjunto e da Educação - Manuel Alexandre Mateus Homem Cristo

Politólogo e especialista em educação, Alexandre Homem Cristo foi assessor parlamentar do PSD na Assembleia da República, no âmbito da Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura, e conselheiro no Conselho Nacional de Educação.

Secretário de Estado da Educação -  Pedro Tiago Dantas Machado da Cunha

Pedro Machado da Cunha era atualmente diretor-geral da Educação, em regime de substituição, cargo para o qual havia sido nomeado há um ano.

Secretária de Estado da Ciência - Ana Maria Severino de Almeida Paiva

Ana Paiva é docente e investigadora no Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, tendo desenvolvido trabalho sobretudo na área da inteligência artificial, em que é doutorada.

"Super" Ministério com 2 secretários de Estado da Educação e 1 da Ciência

O "super" Ministério da Educação, Ciência e Inovação do XXIV Governo Constitucional vai contar com dois secretários de Estado da Educação e um da Ciência, mas nenhum dedicado em exclusivo ao Ensino Superior.

Lusa | 23:25 - 04/04/2024

Ministra da Saúde - Ana Paula Martins

Ana Paula Martins, 58 anos, foi vice-presidente do PSD na anterior direção liderada por Rui Rio e assumiu na terça-feira o lugar de deputada, depois de ter integrado as listas da Aliança Democrática como número três por Lisboa, logo a seguir ao presidente Luís Montenegro e ao líder parlamentar Joaquim Miranda Sarmento.

Secretária de Estado da Saúde - Ana Margarida Pinheiro Povo

A médica, investigadora e docente universitária Ana Povo conta com um doutoramento na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e um mestrado em Organização e Sistemas de Saúde. Foi, além disso, membro do Sistema Nacional de Avaliação de Tecnologias de Saúde (SiNATS) do Infarmed.

Secretária de Estado da Gestão da Saúde - Cristina Alexandra Rodrigues da Cruz Vaz Tomé

Cristina Vaz Tomé é engenheira de Gestão Industrial e docente universitária. Foi vice-presidente do Instituto de Investigação Científica Tropical e administradora em empresas de comunicação social, tendo um mestrado em Gestão Internacional e uma licenciatura em Engenharia de Gestão Industrial.

Ministro das Infraestruturas e Habitação - Miguel Pinto Luz

O vice-presidente do PSD Miguel Pinto Luz, de 47 anos, vai assumir pela primeira vez o cargo de ministro, na pasta das Infraestruturas e Habitação, depois de ter sido secretário de Estado das Infraestruturas no segundo breve Governo liderado por Pedro Passos Coelho.

Em 2020, Pinto Luz foi candidato à liderança do PSD contra Luís Montenegro e Rui Rio e ficou em terceiro lugar, com cerca de 10% dos votos. Dois anos depois, o atual líder do PSD convidou-o para uma das vice-presidências do partido.

Secretário de Estado das Infraestruturas - Hugo Morato Alface do Espírito Santo

Licenciado em Economia, Hugo Espírito Santo foi sócio no escritório de Lisboa da McKinsey & Company, além de orador frequente em fóruns sobre Aviação, Sustentabilidade, Transição Energética e Desenvolvimento Económico.

Secretário de Estado da Mobilidade - Cristina Maria dos Santos Pinto Dias

Vogal no Conselho de Administração da Autoridade da Mobilidade e dos Transportes, Cristina Pinto Dias foi vice-presidente da CP, da EMEF e dos Transportes Intermodais do Porto (TIP). Foi, também, administradora da Operadora de Transporte da Região de Lisboa (OTLIS). Conta com um mestrado em Economia e Política da Energia e do Ambiente e com uma licenciatura em Economia.

Secretária de Estado da Habitação - Patrícia Gonçalves Costa de Machado Santos

Patrícia Machado Santos é licenciada em Arquitetura, área em que tem também um doutoramento na especialidade de Tecnologias de Gestão da Construção. Já trabalhou o tema da habitação nas câmaras municipais de Lisboa e de Oeiras, no distrito de Lisboa.

Ministro da Economia - Pedro Reis

Pedro Reis, 56 anos, presidiu à Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP, entre 2011 e 2014) e, desde julho de 2023, coordena o Movimento Acreditar do PSD, uma plataforma de discussão política com a sociedade civil, consagrada na moção de Luís Montenegro à liderança do partido.

Secretário de Estado do Turismo - Pedro Manuel Monteiro Machado

Pedro Machado esteve 16 anos à frente do Turismo do Centro, tendo saído em meados do ano passado. É mestre em Ciências da Educação e licenciado em Filosofia, tendo sido presidente da ARPT - Agência Regional de Promoção Turística Externa do Centro de Portugal e da Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal.

Secretário de Estado da Economia - João Rui da Silva Gomes Ferreira

João Rui Ferreira, secretário-geral da Associação Portuguesa da Cortiça (APCOR), tem um mestrado e licenciatura em Engenharia Química, bem como uma pós-graduação em Métodos Quantitativos em Gestão.

Secretária de Estado do Mar - Lídia Bulcão

Lídia Bulcão foi jornalista e deputada à Assembleia da República pelo círculo eleitoral dos Açores. Tem uma licenciatura em Ciências da Comunicação.

Economia mantém três secretários de Estado, com Pedro Machado no Turismo

Economia mantém três secretários de Estado, com Pedro Machado no Turismo

O Ministério da Economia mantém, no novo Governo, três secretarias de Estado, com Pedro Machado a assumir o Turismo, um dos principais motores do crescimento económico nacional, depois de liderar a Turismo do Centro durante vários anos.

Lusa | 23:40 - 04/04/2024

Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social - Maria do Rosário Palma Ramalho

Maria do Rosário Palma Ramalho é doutorada em direito e professora Catedrática da Faculdade de Direito de Lisboa, desde 2010, onde coordena e rege as disciplinas de Direito do Trabalho e de Teoria Geral do Direito Civil, nos Cursos de Licenciatura, Mestrado e Doutoramento.

Presidente da Associação Portuguesa de Direito do Trabalho (APODIT), desde 2013, foi reeleita em 2017 e novamente em 2018, 2021 e 2024. A nova ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social tem um perfil técnico e uma longa carreira académica, reconhecida na área.

Secretário de Estado do Trabalho - Adriano Rafael Sousa Moreira

Adriano Sousa Moreira foi presidente do Conselho de Administração da Sãvida - Medicina Apoiada e administrador das Infraestruturas de Portugal (IP), Estradas de Portugal (EP), Rede Ferroviária Nacional (Refer), e Caminhos de Ferro Portugueses (CP).

Secretário de Estado Adjunto e da Segurança Social - Jorge Manuel de Almeida Campino

Ex-vice-presidente do Conselho Diretivo do Instituto de Segurança Social, Jorge Campino tem um douramento em Economia e é docente no ensino superior.

Secretária de Estado da Ação Social e da Inclusão - Clara Marques Mendes

Clara Marques Mendes é jurista e foi deputada à Assembleia da República da XII à XV Legislatura.

Ministra do Ambiente e Energia - Maria da Graça Carvalho

Deputada ao Parlamento Europeu e professora universitária, Maria da Graça Carvalho foi ministra da Ciência e Ensino Superior e adjunta do presidente da Comissão Europeia 2006 a 2009.

Secretário de Estado do Ambiente -  Emídio Ferreira dos Santos Sousa

Emídio Sousa é licenciado em Administração Autárquica e mestre em Administração Pública. Renunciou à presidência da Câmara Municipal depois de ter sido eleito deputado pela Aliança Democrática (que juntou o PSD e o CDS-PP) nas eleições legislativas de 10 de março.

Secretária de Estado da Energia - Maria João Pereira

Doutorada em Engenharia de Minas, Maria João Pereira é atualmente investigadora e docente no Departamento de Engenharia de Recursos Minerais e Energéticos do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa.

Ministério do Ambiente passa de quatro para dois secretários de Estado

Ministério do Ambiente passa de quatro para dois secretários de Estado

O Ministério do Ambiente e Energia do XXIV Governo Constitucional vai ter dois secretários de Estado, do Ambiente e da Energia, passando as Florestas e a Mobilidade para outros ministérios.

Lusa | 23:43 - 04/04/2024

Ministra da Juventude e Modernização - Margarida Balseiro Lopes

Margarida Balseiro Lopes, 34 anos, é licenciada em Direito, foi deputada entre 2015 e 2022 e ocupa uma das seis vice-presidências da direção do PSD. Foi líder da Juventude Social-Democrata entre 2018 e 2020 e, atualmente, trabalha numa empresa multinacional de auditoria e consultoria.

Como deputada, integrou várias comissões parlamentares, com destaque para a Comissão de Orçamento e Finanças e a Comissão de Educação, Ciência, Juventude e Desporto. A vice-presidente do PSD assumirá, agora, o Ministério da Juventude e Modernização, que não existia no anterior Executivo.

Secretária de Estado da Igualdade - Carla da Cruz Mouro

Carla Mouro nasceu em Castelo Branco, em 1977, e licenciou-se em Relações Internacionais pela Universidade Lusófona, tendo ainda concluído um programa sobre liderança e inovação na universidade norte-americana Massachusetts Institute of Technology (MIT) em 2021, segundo as informações disponíveis no seu perfil na rede social profissional LinkedIn.

Secretário de Estado da Modernização e da Digitalização - Alberto Manuel Rodrigues da Silva

Alberto Rodrigues da Silva é professor catedrático do Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, sendo investigador e especializado em engenharia informática.

Pasta da Igualdade na dependência da Juventude e Modernização

Pasta da Igualdade na dependência da Juventude e Modernização

A pasta da Igualdade passa a ser uma secretaria de Estado sob a tutela do novo Ministério da Juventude e Modernização, tendo o Executivo deixado cair as migrações, sem qualquer secretaria de Estado na nova orgânica de Governo.

Lusa | 23:38 - 04/04/2024

Ministro da Agricultura e Pescas - José Manuel Fernandes

Licenciado em Engenharia e deputado ao Parlamento Europeu, José Manuel Fernandes foi presidente da Câmara Municipal de Vila Verde.

Secretário de Estado da Agricultura - João Manuel Moura Rodrigues

O administrador de empresas João Moura foi deputado à Assembleia da República nas XIV, XV e XVI Legislaturas e é professor, tendo um mestrado em Gestão Financeira para as PME’s, uma licenciatura em Engenharia Agro-Pecuária e um bacharelato em Produção Animal.

Secretária de Estado das Pescas - Cláudia Sofia Gomes Monteiro de Aguiar

Cláudia Monteiro de Aguiar foi deputada à Assembleia da República de 2011 a 2014 e eurodeputada desde 2014. Além disso, foi vice-presidente da Comissão das Pescas do Parlamento Europeu e vice-presidente para as Regiões Ultra-periféricas do intergrupo SEARICA. Conta com uma licenciatura em Sociologia, uma pós-graduação em Marketing e Comunicação e um mestrado em Gestão e Transformação Digital.

Secretário de Estado das Florestas - Rui Miguel Ladeira Pereira

Licenciado em Engenharia Agronómica, Rui Ladeira foi presidente da Câmara Municipal de Vouzela.

Ministra da Cultura - Dalila Rodrigues

Historiadora de Arte e professora do Ensino Superior, Dalila Rodrigues é diretora do Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém (desde maio de 2019), tendo, além disso, dirigido diversas instituições culturais nacionais, designadamente o Museu Nacional Grão Vasco e o Museu Nacional de Arte  Antiga. Foi ainda administradora do Centro Cultural de Belém.

Secretária da Estado da Cultura - Maria de Lurdes dos Anjos Craveiro

Doutorada em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra com uma dissertação sobre "O Renascimento em Coimbra", segundo uma biografia patente no 'site' daquela instituição de ensino superior, onde é professora associada, Lurdes Craveiro é diretora do Museu Nacional Machado de Castro desde 2021. A responsável exerceu ainda funções de técnica superior, na década de 1980, naquele mesmo museu nacional, desenvolvendo trabalhos de investimento e inventariação de espólio.

Leia Também: 17 pastas, 10 homens, sete mulheres. Eis o XXIV Governo Constitucional

Recomendados para si

;
Campo obrigatório