Meteorologia

  • 25 ABRIL 2024
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 19º

Benjamim Rodrigues suspende função como autarca na segunda-feira

Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara de Macedo de Cavaleiros e número dois na lista de candidatos do PS por Bragança às Legislativas antecipadas, suspende funções na segunda-feira.

Benjamim Rodrigues suspende função como autarca na segunda-feira
Notícias ao Minuto

19:23 - 25/01/24 por Lusa

Política PS

Contactado pela Lusa, Benjamim Rodrigues avançou que vai ser substituído pelo atual vice-presidente, Rui Vilarinho.

"Em princípio, caso não haja alteração do que é previsível, a partir do dia 29 serão suspensas as minhas ações enquanto autarca", disse Benjamim Rodrigues, adiantando que assume o cargo, "naturalmente, o vice-presidente Rui Vilarinho".

A lista do PS pelo círculo eleitoral de Bragança é encabeçada por Isabel Ferreira, até agora secretária de Estado do Desenvolvimento Regional, que foi a escolhida pelo secretário-geral do partido, Pedro Nuno Santos.

Em terceiro lugar está Caroline Pereira, presidente da Federação da Juventude Socialista de Bragança. Como suplentes, Rui Pacheco, presidente da Concelhia de Mirandela, Anabela Roca Guimarães, da Concelhia de Mogadouro e Artur Marques, vereador da câmara de Vinhais.

Os nomes foram escolhidos internamente no distrito, depois de votação. A outra lista, proposta pela presidente da Federação Distrital do partido, Berta Nunes, tinha como número dois Júlia Rodrigues, autarca de Mirandela.

Benjamim Rodrigues tem 61 anos e é médico ortopedista. De 1999 a 2017, ano em que foi eleito autarca em Macedo de Cavaleiros, desempenhou vários cargos, o último como diretor do Serviço de Ortopedia do Hospital de Faro.

Nas Autárquicas de 2017, Benjamim Rodrigues sucedeu, por maioria, a Duarte Moreno (PSD), com 49,29% dos votos do PS contra 44,20% da coligação PPD/PSD/CDS-PP.

Em 2021, o PS voltou a ser vencer em Macedo de Cavaleiros, com 48,51%. A coligação PPD/PSD/CDS-PP arrecadou 40,12%.

Neste momento, o executivo macedense é composto pelo presidente da câmara e seis vereadores - três do PS e três do PSD. Com uma hipotética saída, ficariam em igualdade.

Contudo, de acordo com os regulamentos, num empate na votação, o presidente em exercício tem voto de qualidade, ou, sendo caso disso, de desempate.

Benjamim Rodrigues disse ainda que, se for eleito como deputado, também poderá subir outro elemento de lista para o cargo de vereador, para ficar reposta a maioria de quatro para três, mantida desde há oito anos.

Nas últimas Legislativas também antecipadas, em 2022, o PS elegeu dois deputados pelo distrito de Bragança, Berta Nunes e Sobrinho Teixeira, e o PSD elegeu um, Adão Silva. Em 2019, o PS elegeu um deputado enquanto o PSD elegeu dois.

"Vamos aguardar e ver o que é que as eleições nos trazem. São três deputados eleitos. Esperemos que se mantenha a tendência de 2022. (...) Tudo o que possamos vaticinar [sobre possíveis resultados] não passa de especulação", respondeu à Lusa Benjamim Rodrigues questionado sobre se, em caso de eleição, pretende assumir o cargo de deputado.

Portugal vai ter eleições legislativas antecipadas em 10 de março de 2024, marcadas pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na sequência da demissão do primeiro-ministro, António Costa, em 07 de novembro, alvo de uma investigação do Ministério Público no Supremo Tribunal de Justiça.

A campanha eleitoral para as legislativas vai decorrer entre 25 de fevereiro e 08 de março.

Leia Também: "PS tem um profundo respeito por quem trabalhou e está na reforma"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório