Meteorologia

  • 19 JULHO 2024
Tempo
28º
MIN 19º MÁX 31º

Inflação? "Medidas temporárias para resolver um problema transitório"

A ex-líder do PSD afirmou que "ninguém está contra" o apoio às famílias mais carenciadas, mas sublinhou que o aumento da inflação "não é o dia a dia nem o futuro do país".

Inflação? "Medidas temporárias para resolver um problema transitório"
Notícias ao Minuto

23:56 - 23/03/23 por Notícias ao Minuto

Política Manuela Ferreira Leite

A antiga líder do Partido Social Democrata (PSD), Manuela Ferreira Leite, considerou, esta quinta-feira, que o apoio às famílias portuguesas “não pode ficar por medidas pontuais e temporárias” para “resolver um problema transitório” e elencou outros problemas do país, passando pela Educação à Justiça. 

“Eu acho que aquilo que é preciso fazer para melhorar a vida dos portugueses não pode ficar por medidas pontuais e temporárias para resolver um problema que é também transitório. A vida dos portugueses não é só isto”, afirmou a social-democrata ser questionada, na CNN Portugal, sobre as medidas que o Governo irá apresentar amanhã para mitigar os efeitos da inflação.

No seu habitual espaço de comentário no programa ‘Crossfire’, a antiga ministra das Finanças disse que “ninguém está contra” o apoio às famílias mais carenciadas, mas sublinhou que o aumento da inflação “não é o dia a dia nem o futuro do país”.

“O futuro do país é que as pessoas não têm para onde mandar os filhos para os educar. A Educação está praticamente sem solução”, disse, acrescentando que “não há declarações em como resolver o problema da Saúde, da Educação, da Justiça, da Segurança…”

“São tantos os problemas simultâneos e nós estamos de manhã à noite a discutir valores menores que tapam uma necessidade momentânea, que não é continuada no tempo, é pontual”, asseverou.

Na ótica de Ferreira Leite, as medidas “não resolvem a vida nem o futuro dos portugueses”. “Continuamos a falar em medidas e não falamos em políticas”, lamentou.

“Temos de ter muito cuidado com estes problemas porque se nos queremos manter como um país com potencialidade de crescimento e com futuro temos de olhar para vários fatores”, disse ainda.

Sublinhe-se que o ministro das Finanças, Fernando Medina, a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, e a ministra do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, Ana Mendes Godinho, apresentam amanhã “as novas medidas do Governo para mitigar o aumento do custo de vida”.

O anúncio será feito em conferência de imprensa, a partir do Salão Nobre do Ministério das Finanças.

Leia Também: Anúncio do primeiro-ministro sobre revisão salarial "é muito pobrezinho"

Recomendados para si

;
Campo obrigatório