Meteorologia

  • 28 FEVEREIRO 2024
Tempo
12º
MIN 9º MÁX 16º

Rui Rocha questiona PSD sobre moção de censura e revisão constitucional

O novo líder da IL perguntou hoje ao presidente do PSD o que "seria preciso acontecer mais" para votar a favor da moção de censura dos liberais, questionando Luís Montenegro sobre de que lado vai estar na revisão constitucional.

Rui Rocha questiona PSD sobre moção de censura e revisão constitucional
Notícias ao Minuto

20:28 - 22/01/23 por Lusa

Política IL/Convenção

No discurso de vitória que encerrou a VII Convenção Nacional da IL e que elegeu Rui Rocha como sucessor de João Cotrim Figueiredo, o novo presidente liberal dirigiu-se diretamente ao líder do PSD, Luís Montenegro.

"Quero perguntar daqui a Luís Montenegro o que é que seria preciso acontecer mais para votar favoravelmente a moção de censura da Iniciativa Liberal", desafiou, assegurando que o partido "vai continuar a liderar a oposição".

Mas o novo presidente da IL não se ficou por esta pergunta ao líder do PSD e voltou à carga.

"Quero perguntar daqui também a Luís Montenegro se nessa revisão constitucional vai estar do lado da liberdade ou do lado daqueles que querem retirar a liberdade aos portugueses", questionou.


A música escolhida para encerrar a convenção e o seu discurso foi "People Have the Power", de Patti Smith, depois de Rui Rocha ter feito um apelo a todos os liberais precisamente sobre a revisão constitucional que "PSD e PS se preparam para cozinhar".

"Já em fevereiro iremos para a rua lutar contra a revisão constitucional que vai contra os direitos dos portugueses", prometeu, criticando que esta revisão constitucional vá "limitar os direitos fundamentais dos portugueses" ao "permitir confinamentos sem intervenção da Assembleia da República e dos tribunais".

O também deputado adiantou que "até ao final do ano" vai desafiar o grupo parlamentar a apresentar uma proposta para reforma da lei eleitoral e quer também que da bancada da IL no parlamento saiam propostas concretas para resolver os problemas dos portugueses em áreas como a da habitação, por exemplo.

Já na moção de estratégia global que saiu hoje vitoriosa, Rui Rocha comprometia-se com uma "proposta de reforma eleitoral da Iniciativa Liberal, focando-nos sobretudo na criação de um ciclo nacional de compensação que evite os mais de seiscentos mil votos desperdiçados em todas as eleições legislativas, gerando um sistema que incentiva os eleitores a voltarem sempre nos mesmos, especialmente fora dos distritos com maiores populações".

Na reta final do discurso, o novo presidente convocou todos os liberais para "esse enorme desafio" de chegar aos 15% nas legislativas de 2026 para "transformar Portugal".

Leia Também: Rui Rocha é o novo presidente da Iniciativa Liberal

Recomendados para si

;
Campo obrigatório