Meteorologia

  • 03 OUTUBRO 2022
Tempo
19º
MIN 15º MÁX 27º

Governo açoriano ultima plano de prevenção e tratamento de dependências

O secretário regional da Saúde dos Açores revelou hoje que prevê, até ao fim deste mês, apresentar o plano global de prevenção e tratamento de dependências, pedindo união da sociedade para combater o problema.

Governo açoriano ultima plano de prevenção e tratamento de dependências
Notícias ao Minuto

17:16 - 05/07/22 por Lusa

Política Açores

"Até ao fim de julho, será apresentado o plano global de prevenção e tratamento das dependências. Este é um dos assuntos em que não há um minuto a perder e tem de envolver toda a sociedade. Todos somos agentes ativos de prevenção e todos temos de falar sobre isto sem a carga do tabu", defendeu Clélio Meneses, no plenário mensal da Assembleia Legislativa Regional, que começou hoje na Horta, ilha do Faial.

Para o secretário regional, "é essa visão integrada e responsável" que deve ser dada ao problema, pelo que "não há pedras para atirar" sobre o tema, mas, "sobretudo, mãos a dar".

Clélio Meneses falava no âmbito de uma sessão de perguntas sobre Saúde e Dependências, apresentada no parlamento pelo PS.

Durante o debate de três horas, o governante indicou ainda que o atual Governo, de coligação PSD/CDS-PP/PPM, deu aos serviços a orientação para que o trabalho nesta área se faça "entrando pela sociedade dentro", numa estratégia de prevenção que passa, também, por uma forte atuação junto dos mais jovens.

Mais de um terço das novas substâncias psicoativas (NSP) apreendidas em 2021 em Portugal foram recolhidas nos Açores, região onde já foram registadas substâncias "nunca vistas" na Europa, revelou a Polícia Judiciária (PJ) em 27 de maio.

Também em maio, o secretário da Saúde afirmou que a aposta do Governo dos Açores para combater as dependências passa pela prevenção, "sem descurar o tratamento e a reinserção".

O governante lembrou que o Plano de Prevenção para as Dependências está em vigor, mas, reconheceu, precisa de ser "mais eficaz".

Segundo um estudo de 2019, do Serviço de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências (SICAD), dedicado aos jovens entre os 13 e os 18 anos, os Açores estão acima da média nacional no consumo de álcool, tabaco, droga e outros comportamentos aditivos.

Os dados do SICAD colocam os Açores acima da média do país, tanto no consumo ao longo da vida (17,3% contra 15% a nível nacional), como no consumo nos últimos 12 meses (15,2% contra 13,5% a nível nacional).

Leia Também: Faial. BE quer explicações sobre destruição de zona ambiental "sensível"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório