Meteorologia

  • 09 AGOSTO 2022
Tempo
29º
MIN 17º MÁX 30º

Problemas nos aeroportos? PCP critica "gestão capitalista da pandemia"

Na rede social Twitter, o comunista João Ferreira começou por destacar que ficou já evidente "que é um problema de toda a Europa isto dos aviões e aeroportos".

Problemas nos aeroportos? PCP critica "gestão capitalista da pandemia"

O vereador do PCP João Ferreira considerou, esta terça-feira, que os constrangimentos registados em aeroportos e em voos nacionais e internacionais, provocados por greves em várias companhias aéreas e pela falta de funcionários, é uma consequência da "gestão capitalista da pandemia".

Na rede social Twitter, o comunista começou por destacar que ficou já evidente "que é um problema de toda a Europa isto dos aviões e aeroportos".

"A custo, lá vamos percebendo também que a causa disto está relacionada com os despedimentos que foram feitos, dito de outra forma, com a gestão capitalista da pandemia. Já não falta tudo", concluiu o vereador da Câmara de Lisboa.

As críticas feitas por João Ferreira continuaram numa outra publicação, onde escreveu que na "Europa, durante a pandemia, foram despedidos sete milhões de trabalhadores, diretos e indiretos, no setor aéreo". "A muitos outros aproveitaram para cortar salários e direitos. Agora, parece que os voos e o normal funcionamento dos aeroportos está comprometido. Surpresa...", pode ler-se no 'post'.

As declarações foram proferidas depois de vários dias consecutivos de problemas no aeroporto de Lisboa, com cancelamentos vários de ligações aéreas. Para esta terça-feira, estão já previstos mais 27 cancelamentos, entre chegadas e partidas, de acordo com a informação que consta no site da ANA - Aeroportos de Portugal. 

Entre as principais causas apontadas para estes cancelamentos estão os "constrangimentos" vários registados em diversos aeroportos europeus, mas também o encerramento da pista do aeroporto de Lisboa, durante algumas horas, na passada sexta-feira, devido ao rebentamento de pneus de um jato particular.

De facto, o cenário não é exclusivo do aeroporto de Lisboa. A falta de pessoal e as greves de várias companhias aéreas têm impedido a realização de várias ligações aéreas a nível internacional. As dificuldades têm sido sentidas, nomeadamente, em alguns dos maiores aeroportos da Europa, nomeadamente em Inglaterra, Espanha, França e Países Baixos.

Leia Também: João Ferreira sobre Melilla: "As instituições da UE estão mudas"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório