Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2022
Tempo
24º
MIN 16º MÁX 26º

PS/Madeira critica politica habitacional "inadequada" do Governo Regional

O presidente do PS/Madeira criticou hoje a política habitacional "inadequada" do Governo Regional, considerando que as verbas do Plano de Recuperação e Resiliência só vão colmatar 30% das necessidades existentes num prazo de quatro anos.

PS/Madeira critica politica habitacional "inadequada" do Governo Regional

"Não tem havido uma política do Governo Regional" para resolver o "problema gravíssimo da habitação" na Madeira, disse Sérgio Gonçalves, numa conferência de imprensa realizada no Funchal.

O líder do principal partido da oposição na Assembleia Legislativa da Madeira (ocupa 19 dos 47 lugares no hemiciclo) realçou que, de acordo com os dados estatísticos, "26% dos madeirenses têm necessidades de habitação social".

Sérgio Gonçalves considerou que este é "um número muito elevado que não tem tido resposta adequada nem virá a ter no futuro próximo".

Apontou que o presidente do Instituto de Habitação da Madeira (IHM) admitiu, recentemente, que "os 136 milhões de euros que serão investidos na área da habitação no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) apenas conseguirá suprir 30% das necessidades da Região e isto num prazo de quatro anos".

O dirigente socialista insular argumentou que a situação se agravou também devido ao "problema da inflação dos preços no mercado habitacional, que atinge valores elevados" e há um aumento das prestações de quem tem crédito à habitação, que "estão já nos valores mais altos dos últimos dois anos com a subida das taxas de juro, assim como também aumenta o capital em dívida com a média mais alto dos últimos cinco anos".

"Ainda ontem [sexta-feira] vimos o presidente do Governo Regional, numa conferência, a elogiar a evolução do mercado imobiliário da Madeira, a subida de preços e a pressão inflacionista e o quão benéfico isso tem sido para a região", apontou.

Para Sérgio Gonçalves, "sem medidas compensatórias e investimento público em habitação, tal só irá colocar ainda mais famílias em necessidade de habitação social por não conseguirem alugar ou comprar casa."

O presidente do PS/Madeira considerou existir "um erro na definição das prioridades por parte do Governo" Regional.

"Questionamos o que seria da habitação e destas necessidades caso não tivéssemos tido uma pandemia e um PRR, em resultado disso com 136 milhões de euros disponíveis e que ficam, de acordo com o próprio Governo Regional, aquém do necessário", sublinhou.

Face a esta situação, o líder socialista insular declarou ser incompreensível "a insistência em impor um projeto de ampliação do molhe da pontinha [porto de cruzeiros do Funchal] que custará mais de 100 milhões de euros e não se reforça as respostas a nível da habitação".

Leia Também: Governo da Madeira apresentou investimento em habitação de 4,9 milhões

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório