Meteorologia

  • 27 NOVEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 16º

Edição

Projeção dá vitória ao PS nos Açores. Maioria absoluta não está certa

Projeção da Universidade Católica revelada pela RTP dá uma votação entre os 37% e os 41% a Vasco Cordeiro.

Projeção dá vitória ao PS nos Açores. Maioria absoluta não está certa

A projeção à boca das urnas da Universidade Católica para RTP revelada às 20 horas, hora de Portugal Continental - menos uma na Região Autónoma - dá a vitória a Vasco Cordeiro (PS) nas Eleições Regionais dos Açores, mas não há a certeza de uma maioria absoluta.

O PS terá conseguido uma votação entre os 37% e os 41% (entre 26 e 30 deputados), sendo que o PSD surge em segundo lugar com uma percentagem de votos mínima de 32% e máxima de 36% (entre 19 a 22 deputados).

O CDS-PP é a terceira força política no arquipélago, entre os 3% e os 6% (um a três deputados). A mesma percentagem de votos, de acordo com a projeção, teve o partido Chega, de André Ventura. 

Por fim, o Bloco de Esquerda surge com uma votação entre os 2% e os 5% (um ou dois deputados). O PAN arrecada entre 2% e 3%, a CDU entre 1% e 2%, a IL entre 1% e 2%, e o PPM entre 1% e 2%, podendo eleger, cada um, pelo menos um deputado.

A abstenção situou-se entre os 52% e os 58%.

As legislativas dos Açores decorreram com 13 forças políticas candidatas aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional: PS, PSDCDS-PP, BE, CDUPPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP. Estavam inscritos para votar 228.999 eleitores.

No arquipélago, onde o PS governa há 24 anos, existe um círculo por cada uma das nove ilhas e um círculo de compensação, que reúne os votos não aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.

[Última atualização às 20h20]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório